Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

País

AL: com greve no IML, governo autoriza enterros sem necropsia 

Portal Terra

Um dia após o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), desembargador Sebastião Costa Filho, decretar a ilegalidade da greve nos dois únicos institutos médicos legais (IML) de Alagoas, o secretário estadual de Defesa Social, coronel Dário Cesar, autorizou neste domingo o enterro de 24 corpos que estavam retidos na sede do IML, em Maceió, sem perícia. A ordem foi dada à Perícia Oficial de Alagoas e comunicada pelo secretário em seu perfil no microblog Twitter.

De acordo com o Dário Cesar, os corpos poderão ser exumados nos próximos dias em função de investigações de crimes como assassinato. As exumações, porém, dependem de autorização das famílias. A greve dos 30 médicos legistas de Alagoas já dura quatro dias.

A decisão do secretário é para evitar manifestações como a da tarde de sábado, quando parentes revoltados depredaram portas, janelas, cadeiras e computadores do IML da capital, com ameaças de arrancar à força os corpos guardados no instituto e, logo depois, atear fogo no prédio.

A crise na segurança pública de Alagoas com a greve dos peritos acontece dias antes do lançamento, no Estado, do Plano Nacional de Segurança Pública. O anúncio será feito na próxima quarta-feira pelo próprio ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que quer aplicar em Alagoas o mesmo plano de combate ao crime usado no Rio de Janeiro. Alagoas é o Estado mais violento do Brasil, segundo dados do Ministério da Justiça.

Tags: alagoas, brasil, Corpos, familiares, greve, iml

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.