Jornal do Brasil

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

País

Ministério Público de Alagoas abre investigação por compra de kits escolares

Portal Terra

O Ministério Público de Alagoas abriu investigação para apurar a qualidade de produtos de kits escolares distribuídos para as mais de 400 escolas públicas de todo o Estado. A vencedora da licitação é a WEJ Livraria e Papelaria Ltda. e os kits custaram R$ 15 milhões. Outra empresa que participou da licitação, a RA Mercantil Ltda., denunciou o caso.

Segundo a apuração do MP, o kit seria composto de 13 itens - incluindo cadernos, caneta, lápis, borracha, mochila e garrafa de água. "Não podemos nos pronunciar sobre o mérito dessa apuração porque ainda não recebemos as informações, mas deveremos concluir esse procedimento num prazo de 90 dias", disse o promotor Coaracy Fonseca.

A Secretaria Estadual de Educação e Esportes tem dez dias para se pronunciar sobre o caso. E, segundo o promotor, a depender do aprofundamento das investigações, as apurações podem se converter em inquérito civil público.

Por meio da assessoria, a Secretaria de Educação informou que a intimação do Ministério Público chegou e foram tomadas as primeiras providências por parte do gabinete. Somente na sexta-feira deve ser concluído levantamento sobre a distribuição dos kits.

A SEE de Alagoas já é investigada por irregularidades em contratos para a reforma de 163 escolas da rede estadual, em caráter emergencial. O governo renovou, na semana passada, em 180 dias, o decreto de urgência para a reforma destas escolas - que, segundo a secretaria, correm o risco de ruir.

Tags: alagoas, brasil, cimpra, crime, denúncia, educação, escolas, estado, fraude, investigação, irregular, MP, país

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.