Jornal do Brasil

Sexta-feira, 26 de Maio de 2017

País

Primeira edição do JB Digital traz artigo do presidente Lula

Jornal do Brasil

Jornal do Brasil

RIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assina nesta quarta-feira artigo de destaque na nova fase do JB, que se torna, a partir desta quarta-feira, o primeiro jornal 100% digital do país no jb.com.br.

Na semana passada, os jornalistas do JB Leandro Mazzini, Luiz Orlando Carneiro e José Aparecido Miguel, acompanhados de Alessandro Pessanha, da área de tecnologia, apresentaram ao ministro de Comunicação Social, Franklin Martins, em Brasília, o projeto de migração do jornal impresso para a ferramenta digital.

Jornalista, Franklin Martins considerou a nova fase com naturalidade, mostrando-se simpático à adoção de novas tecnologias por veículos de comunicação:

Há alguns anos, pensava diferentemente disse. Não sabemos exatamente o futuro, mas acredito que, em 25 anos, por aí, todos os jornais deixarão o papel, transferindo-se para o meio digital.

O ministro da Comunicação Social lembrou ainda que a nova fase do Jornal do Brasil é um desafio para outros grandes jornais brasileiros, para se saber se vão migrar ou não para o digital, e em quanto tempo.

Na nova fase, o Jornal do Brasil continuará ágil, moderno e influente, seguindo seu caminho de pioneirismo. Foi, já em 1995, o primeiro jornal brasileiro na internet.

A nova fase é feita em sintonia com os assinantes e leitores do JB. Nesta era de leitores digitais e internet, acrescida pela problemática ecológica, a ampla consulta que realizamos sobre o futuro confirmou que a maioria quer modernidade.

À semelhança de tantos veículos de comunicação de elevado prestígio no mundo, o Jornal do Brasil quer atualizar seus modos de interação com o público leitor, privilegiar práticas ecologicamente sustentáveis e aperfeiçoar-se em tecnologias de última geração.

Independência

Não haverá, neste contexto, qualquer alteração na linha editorial de independência e de qualidade que, há 119 anos, distingue o Jornal do Brasil.

Ao contrário do que vêm propagando alguns poucos mal informados, o Jornal do Brasil está caminhando para uma nova e melhor fase.

Os custos econômicos e ambientais do papel são insustentáveis. Mais que isso, são desnecessários. Um dos exemplos: em um ano, com a versão digital, são preservadas áreas florestais correspondentes a mais de 1.200 Maracanãs.

Para o Jornal do Brasil, julgar que jornal e papel são sinônimos equivale a achar que um canal de televisão é o próprio aparelho de TV. Ou então, que sites deveriam fabricar seus próprios computadores.

O JB estará compatível com todos os leitores digitais. Seu design em papel eletrônico será automaticamente adaptado à tela de qualquer computador.

Ainda assim, o leitor poderá imprimir, seletivamente e sem desperdício de papel, a parte do jornal que desejar em sua casa ou escritório.

>> Nessa nova fase, o conteúdo digital do JB se dividirá em três áreas de concentração:

Tempo Real

Alimentado e produzido por fontes próprias e as melhores agências de notícias brasileiras e internacionais. O Tempo Real também trará aperitivos (pequenas notas ou, no caso de matérias mais extensas, parágrafos que agucem o apetite para que o leitor venha a aderir à versão de conteúdo reservado do JB Digital.

JB Digital

O tradicional Jornal do Brasil, que concentra os grandes diferenciais de conteúdo que sempre categorizaram o jornal. Inicialmente, o JB será, como hoje, um produto diário, desenhado para plataformas de software amistosas ao leitor em computadores e aparelhos móveis de qualquer tipo.

Bastará ao leitor acessar o site jb.com.br e clicar no ícone do JB Digital para que as páginas eletrônicas do jornal se adaptem imediatamente ao formato da tela de seu computador, com mouse, ou onde disponível, pelas telas interativas. Será possível aumentar ou diminuir a fonte e as imagens de cada matéria.

Este produto estará disponível mediante assinatura mensal de R$ 9,90, o equivalen

Compartilhe: