Jornal do Brasil

Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

País

Virgílio: briga com Renan não ofuscará guerra contra Sarney

Jornal do Brasil

Portal Terra

BRASÍLIA - O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM) não quer que a briga pessoal dele com o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), atrapalhe o projeto 'Fora José Sarney' (PMDB-AP), presidente da Casa. Apesar da intenção do líder peemedebista de entrar no Conselho de Ética contra o tucano em retaliação às representações contra o presidente do Senado, Arthur Virgílio vai analisar se também denuncia Renan Calheiros por quebra de decoro, no que ele considera chantagem.

- Ele (Renan) usou tom de ameaça sim, ao dizer que estava retaliando o PSDB e a mim porque eu não me calava e porque o partido endossou as minhas denúncias contra Sarney. Ele faltou com o decoro, ou seja, não se meta com a minha máfia e eu não me meto com você, foi mais ou menos isso - disse Virgílio.

O senador Arthur Virgílio disse que o plano do PMDB em travar uma guerra de representações no Conselho de Ética é uma tentativa de desviar as atenções sobre o senador José Sarney. - Estou preocupado com o desvio de foco, eu pessoalmente tenho muita vontade de fazer uma denúncia, de repente é uma briga minha com o Renan. Briga com ele eu já travei e ele venceu porque eu fiz tudo para cassar o mandato dele por corrupção em 2007 e ele, de tanto pedir votos no fundo de plenário, conseguiu escapar da cassação - lembrou o tucano.

Compartilhe: