Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

País

Produção de aço este ano deve ser menor que 2005

Jornal do Brasil

Agência Brasil

RIO DE JANEIRO - A indústria siderúrgica brasileira produziu um total de 2,79 milhões de toneladas de aço bruto no último mês de outubro, mostrando aumento de 4,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O dado é do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS). Mas, por causa das perdas sofridas pelo setor em decorrência da paralisação de um alto-forno da Companhia Siderúrgica Nacional(CSN) nos primeiros meses do ano, o acumulado janeiro/outubro registrou produção 2,9% inferior à dos primeiros dez meses de 2005. Até o momento, a produção deste ano foi de 25,56 milhões de toneladas, mas no mesmo período do ano anterior, a produção foi de 26,32 milhões de toneladas.

O vice-presidente-executivo do IBS, Marco Pólo de Mello Lopes, afirmou hoje em entrevista à Agência Brasil que aquilo que se perdeu não tem como recuperar . Na análise do executivo, a performance está boa, estamos inclusive com crescimento em termos de produção da ordem de 4,2% e com aumentos significativos na área de vendas internas. Mas, em função do que aconteceu no primeiro semestre, você tem aí um acumulado menor do que no ano passado .

Em outubro, o segmento que apresentou maior incremento da produção (28,4%) foi o de lingotes, blocos e tarugos, utilizados no setor da construção civil. Já o segmento de placas amargou a maior queda (22,8%) no mês.

Por outro lado, as vendas de laminados no mercado doméstico tiveram incremento de 23% em outubro e 7,8% no acumulado do ano. Os produtos planos, destinados aos setores automobilístico, de construção civil e de gasodutos, mostraram aumento nas vendas de 30,5%. A prioridade dada pelas usinas ao abastecimento interno provocou diminuição de 5% nas vendas efetuadas para o mercado internacional em outubro.

As previsões para o ano fechado de 2006 estão sendo revistas pelo IBS. Marco Pólo de Mello Lopes esclareceu, no entanto, que o que aconteceu no primeiro semestre do ano, apesar da melhoria do ritmo apurada na produção, não vai permitir que haja crescimento expressivo da produção de aço no Brasil. A gente deve estar terminando o ano empatado ou com um pequeno decréscimo em relação ao que foi a performance do ano passado , avaliou. Em 2005, a siderurgia brasileira totalizou 31,6 milhões de toneladas produzidas.



Compartilhe: