Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

País

Produção de aço este ano deve ser menor que 2005

Jornal do Brasil

Agência Brasil

RIO DE JANEIRO - A indústria siderúrgica brasileira produziu um total de 2,79 milhões de toneladas de aço bruto no último mês de outubro, mostrando aumento de 4,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O dado é do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS). Mas, por causa das perdas sofridas pelo setor em decorrência da paralisação de um alto-forno da Companhia Siderúrgica Nacional(CSN) nos primeiros meses do ano, o acumulado janeiro/outubro registrou produção 2,9% inferior à dos primeiros dez meses de 2005. Até o momento, a produção deste ano foi de 25,56 milhões de toneladas, mas no mesmo período do ano anterior, a produção foi de 26,32 milhões de toneladas.

O vice-presidente-executivo do IBS, Marco Pólo de Mello Lopes, afirmou hoje em entrevista à Agência Brasil que aquilo que se perdeu não tem como recuperar . Na análise do executivo, a performance está boa, estamos inclusive com crescimento em termos de produção da ordem de 4,2% e com aumentos significativos na área de vendas internas. Mas, em função do que aconteceu no primeiro semestre, você tem aí um acumulado menor do que no ano passado .

Em outubro, o segmento que apresentou maior incremento da produção (28,4%) foi o de lingotes, blocos e tarugos, utilizados no setor da construção civil. Já o segmento de placas amargou a maior queda (22,8%) no mês.

Por outro lado, as vendas de laminados no mercado doméstico tiveram incremento de 23% em outubro e 7,8% no acumulado do ano. Os produtos planos, destinados aos setores automobilístico, de construção civil e de gasodutos, mostraram aumento nas vendas de 30,5%. A prioridade dada pelas usinas ao abastecimento interno provocou diminuição de 5% nas vendas efetuadas para o mercado internacional em outubro.

As previsões para o ano fechado de 2006 estão sendo revistas pelo IBS. Marco Pólo de Mello Lopes esclareceu, no entanto, que o que aconteceu no primeiro semestre do ano, apesar da melhoria do ritmo apurada na produção, não vai permitir que haja crescimento expressivo da produção de aço no Brasil. A gente deve estar terminando o ano empatado ou com um pequeno decréscimo em relação ao que foi a performance do ano passado , avaliou. Em 2005, a siderurgia brasileira totalizou 31,6 milhões de toneladas produzidas.

Compartilhe: