Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

País - Opinião

As revelações fantásticas que Sérgio Côrtes deverá fazer em sua delação

Jornal do Brasil

Antecipando-se a uma possível prisão, o ex-secretário de Saúde do ex-governador Sérgio Cabral, Sérgio Cortes, já começou a fazer sua delação, de acordo com informações da coluna Radar, da Veja.

Esperamos que ele conte quem estava querendo cobrar comissão de empresas prestadoras de serviço de saúde em exame clínico. 

Será que ele também vai delatar qual secretário que, na garupa de uma moto de mais de US$ 1 milhão, ia jogar em Las Vegas?

Se ele realmente delatar, deverá dizer quem é o parente que tinha responsabilidade com as compras da Secretaria de Saúde. Será que ele vai delatar qual o secretário responsável pela concorrência que acabou em obra miliardária do Into?

Sérgio Côrtes já prepara a sua delação
Sérgio Côrtes já prepara a sua delação

Será que ele vai delatar quem tinha uma loja de joias no edifício Forum de Ipanema?

Será que ele vai denunciar qual secretário está tentando isenção em benefícios fiscais para uma empresa de saúde do Rio, para o grupo ficar ainda mais poderoso e mais banqueiro?

O ex-secretário de Saúde, por ser parente de petista ilustre e histórico, deve ter muitas coisas para delatar. Desde o tempo que ele, ao assumir a direção do Into, foi várias vezes ameaçado de morte, precisando receber a proteção da Polícia Federal. Há quanto tempo esse secretário sofre...

E por denunciar aqueles que ele achava que eram corruptos, dois dos médicos do Into, não resistindo à pressão, morreram. Mas com certeza, seus parentes não jogaram em Las Vegas, não tinham parentes com joalheria, nunca usaram guardanapos, nunca jantaram em restaurantes de mais de 50 euros na Europa, nunca foram a Mônaco em restaurante a 2 mil euros o jantar, e nunca tiveram parentes que os protegeram.

Espera-se revelações fantásticas desse depoimento. 

A assessoria de Sérgio Côrtes entrou em contato com a redação do JB, e enviou a seguinte nota:

"A assessoria do médico Sérgio Côrtes esclarece que ele não está sendo investigado nem responde a nenhum inquérito. Portanto, não teria motivo para fazer delação premiada."

Tags: cortes, delação, governo, rio, saúde

Compartilhe: