Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

País - Opinião

Sucessão

Jornal do Brasil

A luta nos bastidores de um segmento forte da classe política e de alguns segmentos empresariais pode levar o PSB a não ter candidato à sucessão presidencial. 

As razões são a clara e conhecida incompatibilidade do grande poder do PSB com a ex-ministra Marina Silva. Em São Paulo, Marina não admite que o candidato do PSB apoie o candidato a governador que está apoiando. 

No Rio Grande do Norte e em Minas Gerais também há conflitos. No Rio de Janeiro, os grande dirigentes do partido também têm incompatibilidade com Marina. 

Não será a legenda, nem o PSB e nem seus deputados que vão ter os louros na vitória, se Marina se transformar em candidata. 

Mas seu passado de candidata com magnífica votação leva a este segmento de banqueiros e empresários a certeza de que Marina pode ser a grande vitoriosa.

Segmento empresarial, principalmente de São Paulo, e sistema financeiro se preocupam com este sentimento de dor transformando Marina em grande vítima. Preocupações que giram em torno do imposto sobre a fortuna, da taxação em operações do mercado financeiro, e nas consequências para o meio ambiente do impacto causado pelo desenvolvimento da produção petrolífera e do pré-sal. 

Tags: #eleições2014, brasil, eleição, Eleitor, urna

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.