Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País - Opinião

Que autoridade Eduardo Paes tem para falar de traição política?

Jornal do Brasil

O prefeito Eduardo Paes falou duro com o PT durante a convenção do PMDB, em Brasília. Acusou o partido de não compreender a importância da aliança com o PMDB e de não ser patriota. "Precisamos exigir essa compreensão do PT. Se qualquer acusação for feita ao governo Cabral e Pezão, será devolvida na mesma moeda."

Mas quem dava muitas gargalhadas após estas declarações era o grupo do ex-prefeito Cesar Maia. Logo Eduardo Paes criticava o PT por ter "abandonado" o PMDB, que teria lhe dado tantos cargos no governo de Sérgio Cabral.

Qual é a autoridade de Paes para apontar traição? Paes só existe por ter estabelecido uma íntima relação com parentes de Cesar Maia, que por sua vez, por esta proximidade, deu a ele mais importância politica - e muitos cargos - do que deu ao seu próprio filho. Filho que só foi lançado na politica após reações internas, também familiares. Era inacreditável que aquele outro rapaz, que já não tinha mais tanta proximidade com parentes de Maia, tivesse a pretensão de ser seu sucessor. Foi quando Maia lançou seu filho como candidato a deputado federal.

Outro ponto é que a eleição de Sérgio Cabral deve-se exclusivamente ao apoio que ele recebeu de Anthony Garotinho. Naquele momento, Cabral não só hostilizava o PT, como era um verdadeiro ventríloco de então ex-governador Anthony Garotinho. 

Cabral e Paes nunca apoiaram Lula e o PT. Principalmente Paes, que teve em seu secretariado, logo no inicio de seu mandato, alguns tucanos importantes. A que mais se destacava era a secretária de Educação, que trabalhou toda a vida com Fernando Henrique Cardoso e também atuou para o centro de estudos de dona Ruth Cardoso.

O PT achava graça. Parecia o próprio Judas se justificando na Santa Ceia, pois Pedro também trairia Cristo três vezes. O prefeito é o próprio Judas, que quer levar o PT para o sacrifício.

Tags: convenção, partido, PMDB, PSDB, PT

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.