Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Agosto de 2014

País - Opinião

A razão das passeatas

Jornal do Brasil

O Ministério do Trabalho, o Banco Central, o Ministério Público e a Receita Federal podem explicar qual a condição de trabalho desses empregados da Fifa, como é o caso dos senhores Joseph Blatter e Jerôme Valcke. Curioso, é que sai em uma coluna de jornal que Valcke gastou R$ 15 mil, ou cerca de US$ 7 mil, com uma garrafa de vinho em um restaurante da Zona Sul do Rio de Janeiro. 

Isso, se tomasse apenas o vinho. Nesse restaurante, um jantar não sai por menos de US$ 500. Acompanhado de mais cinco pessoas, o jantar deve ter custado, entre vinho e comida, cerca de US$ 20 mil.

Se em uma noite Jerôme Valcke pode gastar todo esse dinheiro, qual deve estar sendo o custo desse senhor no Brasil, onde já está há mais de 60 dias com a mulher, uma filha de 3 meses, uma outra de 3 anos, e um filho de 23 anos. Qual será o custo dessa família no país?

Eles estão trabalhando? Entraram com autorização do Ministério do Trabalho? Estão recolhendo impostos?

Querem saber o por que das passeatas?

Ainda querem perguntar quem são os criminosos? Os que fazem as passeatas ou os que são a razão das passeatas?

E ainda não estamos falando do superfaturamento dos estádios nem do recente escândalo, revelado agora, sobre o esquema de compra de votos para a escolha do catar coo sede da Copa em 2022.

Tags: Atos, blatter, Fifa, opinião, valck

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.