Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País - Opinião

Quem é a responsável pelas passeatas, a Copa ou a corrupção?

Mais um escândalo envolvendo empreiteiras - desta vez a Andrade Gutierrez - causa indignação

Jornal do Brasil

Em meio às investigações da Operação Ararath, que apura crimes contra a ordem financeira e lavagem de dinheiro em Mato Grosso, a Polícia Federal afirmou que, de 2009 a 2012, o governo do estado pagou R$ 260,6 milhões à empreiteira Andrade Gutierrez, valor referente às dívidas por obras feitas nos anos 80.

Segundo a Justiça, houve desrespeito à fila de credores em 2009, o que foi negado pela gestão do então governador Blairo Maggi, atual senador pelo PP. Todos os papéis da transação foram apreendidos com o ex-secretário estadual da Fazenda Éder Moraes (PMDB), que comandou a pasta tanto na gestão de Maggi como no atual governo, de Silval Barbosa (PMDB).

Assim que recebeu a garantia do pagamento, a Andrade Gutierrez vendeu os créditos dos precatórios a uma empresa alvo da operação, de acordo com a Folha de S. Paulo. Pelo que estava no contrato, a empreiteira cede parte dos créditos com deságio para a Piran Participações, de Valdir Piran, investigado pela PF, por apenas 54% do valor total.

>> Corrupto é punido, mas corruptores agem há 50 anos impunemente

>> Empreiteiras: o alvo de uma população cansada do descaso e do lucro para poucos

>> As empreiteiras e a suposta "bomba" prestes a explodir

>> 'Empreiteiras bancam campanhas e provocam especulação imobiliária', critica MTST

O caso da Andrade Gutierrez é mais um entre diversos escândalos e suspeitas de irregularidades envolvendo empreiteiras e poder público. O que se pergunta quando vemos mais um episódio deste tipo é: quem é o responsável pela passeatas, a Copa ou a corrupção? E qual será o discurso que o brasileiro quer ouvir dos candidatos: "Não deixarei roubar", que é um pleonasmo e uma obrigação de uma autoridade, ou "Vou mandar prender e vou nominar todos os que estão destruindo a imagem do Brasil"?

Vivemos um momento de protestos de índios, de passeatas com black blocs, de declarações polêmicas de "ronaldos", de escândalos com empreiteiras, de sonegação dos clubes, que não pagam e nunca pagarão a parte do trabalhador (quando isso acontece com qualquer empresa, cabe a prisão, porque é apropriação indébita do patrão do que seria destinado aos empregados)... Com todos este turbilhão que causa indignação, como se não bastasse todos os outros casos que já vieram à tona, o discurso que todo o brasileiro gostaria de ouvir dos candidatos é: "Vamos prender os que roubaram." 

Não importa se o Brasil vai crescer ou não, não importa se teremos mais ou menos delinquentes - todos eles produto da falta de emprego, da falta de tudo. A corrupção impede que qualquer autoridade se credencie moralmente ou politicamente para representar este povo sofrido. O país não aguenta mais ver os mesmos homens protagonizando escândalos, homens que são produto da corrupção e que se tornaram miliardários sem nunca terem trabalhado.

Tags: brasil, Corrupção, empreiteira, escândalo, manifestação, protesto

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • ardaga Widor

    Frase chave pra nós neste artigo é este: “o país não agüenta mais”.
    Sim e não.
    Afinal hoje é este “povo sofrido” que vota nos seus verdugos e escravocratas e idolatra seus Ronaldos fascistas graças ao perfeito sistema de manter a educação institucional num nível que torna a palavra educação num eufemismo, graças, também, da colaboração ativa da mídia em massa e – last not least – porque este uma maioria já internalizou a ética do roubo, do “jeitinho”, do desrespeito diante o próximo e só espera “sua chance”.
    Quem ainda têm ética e raiva, mesmo o expressando um pouco irracionalmente com pedras e pneus incendiados, são “terroristas” (naquele eixo do poderio corrupto empresas-políticos-mídia). Enquanto as vítimas, como as indígenas (aqui, por exemplo, no sul do Amazonas) são massacrados dia por dia por figuras que representam “bem” partidos, OAB, órgãos e CNA na mais absoluta impunidade. O Brasil está sendo enterrado. Sustentavelmente. Pelos protagonistas da mega-máfia nacional e nossa estupidez complacente.

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.