Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

País - Opinião

Corruptos na cadeia, já. E corruptores, quando?

Jornal do Brasil

De acordo com matéria publicada na Veja desta semana sobre corrupção na Petrobras, os corruptos são novos, mesmo sendo alguns ou muitos funcionários da Petrobras há mais de 30 anos - o que demonstra uma contratação em plena ditadura. Alguns então foram mantidos na estatal com a abertura democrática. Se estavam lá nessa época, não eram homens de conotação ideológica ou organização sindical. Sim, ladrões.

No entanto, os corruptores parecem nunca ser presos, por isso não são corruptores novos, são os mesmos que cometeram antigos atos criminosos e nunca foram para a cadeia, nos mais variados casos que desestabilizaram o governo, tanto estadual quanto federal. O escândalo da construção dos grandes prédios, no governo Fleury e Quércia, governador cassado no Paraná gravado aceitando propina de R$ 1 milhão, por exemplo.

Os mais novos supostos corruptos, que aparecem pelos documentos apreendidos pela Polícia Federal, já militam na corrupção há mais de 20 anos, vêm do governo dos caça aos marajás.

Triste é ver que os grandes corruptores nos parecem os grandes construtores das grandes corrupções do Brasil. Espera-se que um dia os construtores corruptores possam ser grandes empreiteiros e possam construir uma cadeia de segurança máxima, de onde eles nunca mais possam sair, para que o Brasil tenha o seu tão esperado futuro, um futuro sem corrupção.

Tags: Corrupção, escândalos, Petrobras, polícia, presos

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • Reinaldo Faria Tavares

    Xiiii, os corruptores somos nós !

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.