Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

País - Opinião

Se já há maioria no STF, por que retardar proibição de doações em campanha? 

Jornal do Brasil

Já que a maioria dos 11 ministros do STF já decidiu pela proibição das doações de empresas a partidos políticos e candidatos em campanha, por que o impedimento de esta medida entrar em vigor já nas eleições deste ano?

O ministro Gilmar Mendes, ao pedir vista, mesmo com seis votos já tendo determinado a proibição, retarda a decisão e contaria a decisão do seu colegiado.

Depois desta atitude, fica a pergunta: onde está a decisão na Justiça contra os ficha limpa?

Tags: Ministro, STF, eleição, empresa, justiça

Compartilhe: