Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

País - Opinião

Falta autoridade à Inglaterra para criticar a polícia brasileira

'The Economist' cita 'assassinatos em série', mas se esquece de casos como o de Jean Charles

Jornal do Brasil

Reportagem publicada na revista inglesa The Economist, na quinta-feira (20), critica a violência policial no Brasil e cita as recentes mortes atribuídas aos PMs. Intitulado A violência policial no Brasil - assassinato em série, o texto afirma que "todos os anos, a polícia do Brasil é responsável ??por pelo menos 2 mil mortes", e que "as vítimas são geralmente registradas como tendo sido 'mortas ao resistir à prisão.' A reportagem segue comentando estatísticas e criticando ações do governo. Surpreende reportagens neste tom virem de um país onde não faltam exemplos da péssima conduta das autoridades policiais.

Falta autoridade aos ingleses para falar de policia violenta. Falta autoridade a quem matou covardemente o brasileiro Jean Charles, sem que até hoje tenha dito ao governo brasileiro quais foram os criminosos que apertaram o gatilho contra um inocente num vagão do metrô. 

Falta autoridade a quem não desvendou até hoje em quais circunstâncias morreu Lady Diana. Mesmo a morte tendo acontecido na França, a polícia inglesa tinha o dever de investigar até as últimas consequências a trágica morte da princesa.

Falta autoridade também a uma polícia que deixou o maior ladrão de bancos da história fugir para o Brasil.

Reportagem do 'The Economist' critica polícia brasileira
Reportagem do 'The Economist' critica polícia brasileira

E falta dignidade a nós, brasileiros, ao não sairmos em defesa de uma policia quase suicida, que se arrisca todos os dias, em condições precárias, para assegurar a segurança. 

Mas aqui não acontecem as covardias que acontecem nessa monarquia em que o palácio da rainha está infiltrado de goteiras. 

Tags: Inglaterra, Jornal, polícia, texto, violência

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • solange Lopes

    Sem esquecer a acao da policia na reuniao do G20 , que matou um trabalhador que vinha do trabalho passando pela area de manifestacao e foi espancado pela policia, so muito tempo depois foi comprovado nos laudos, que inclusive o primeiro medico que socorreu a vitima deu lado errado, desincriminado a policia qndo tempos depois foi provado que o chute da policia contrinuiu para a morte daquele cidadao
    http://news.bbc.co.uk/1/hi/7989027.stm

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.