Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

País - Opinião

Pastor Everaldo, a crise de princípios e a valorização da família

Jornal do Brasil

Pastor Everaldo, então desconhecido nas relações políticas, envolvido com um amigo comum a Antônio Carlos Magalhães, conseguiu para ACM, com suas articulações, dois votos de seus inimigos históricos, um deles inclusive cassado e exilado.

Os dois votaram em ACM e deram a ele a tranquilidade para triunfar na eleição para o Senado em 1994.

Este mesmo pastor criou um partido - o PSC - que num primeiro momento elegeu 17 deputados.

Hoje, o PSC lança este mesmo pastor Everaldo como candidato à Presidência da República.

Nesse momento de crise no país, sobretudo de crise de valores e princípios, em que as drogas se tornam uma devastadora epidemia, e as televisões, com sua poderosa penetração, enaltecem realities shows e novelas que valorizam conluios e traições, o PSC fará um discurso pela reconstrução da família - a célula central da sociedade. 

Um discurso que priorizará justamente o resgate dos valores e princípios que a população tanto busca e que vêm perdendo espaço com a banalização da mais importante instituição, chamada família.

Vão chamá-lo de nanico, mas ele vai formar uma bancada forte que vai ser chamada para negociar. Como o Jornal do Brasil já afirmou, o futuro governo terá imensas dificuldades no Congresso, e precisará mais do que nunca formar parcerias.

Tags: família, partido, política, urna, voto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.