Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

País - Opinião

O mundo

Jornal do Brasil

No enterro do homem que pôs fim ao apartheid no século XX, talvez um dos homens mais importantes do mundo - Nelson Mandela - o primeiro presidente negro dos Estados Unidos - por isso também um homem que representa  uma revolução, deixando no passado uma época em que o negro nos Estados Unidos só podia sentar nos últimos bancos dos ônibus - desce de sua postura de chefe de Estado da maior potência do mundo, se autofotografa e escancara gargalhadas com uma outra senhora alourada, primeira-ministra de um país desenvolvido, numa postura de festa e não de um féretro.

Ato contínuo, para mostrar a hostilidade ao comportamento vergonhoso, Michelle Obama trocou de lugar com seu marido.

Já na Europa, a França sempre representou o berço da liberdade e onde durante séculos a mulher francesa foi símbolo sexual do mundo por sua liberalidade, por não demonstrar qualquer timidez em grandes fotos, nas quais suas marcas de mulher bonita eram ainda mais acentuadas.

Veja o mundo de hoje. A mulher francesa se interna porque seu marido tem uma amante, e Michelle Obama fica de férias na casa da apresentadora Oprah Winfrey, no Havaí, enquanto Obama volta com suas filhas para a Casa Branca. Rumores do divórcio entre os dois são cada vez mais fortes.

Tags: Casal, crise, EUA, foto, França, FUNERAL

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.