Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

País - Opinião

Os líderes do Rio de Janeiro e os líderes de São Paulo

Jornal do Brasil

O Rio de Janeiro sempre foi a cidade que fazia repercutir no Brasil todos os acontecimentos no campo social, econômico e político. Na economia, Eugenio Gudin, Maria Henrique Simonzen, Roberto Campos. Na política, contestado ou não por razões ideológicas, mas nunca por razões de ordem moral, Leonel Brizola e Carlos Lacerda foram nomes que mudaram a fisionomia de suas épocas.

Nunca o Rio de Janeiro ofereceu nomes ao país que simbolizavam a corrupção como um conhecido político que foi marcado pela frase “rouba mas faz”. Os passos de novos políticos tinham direção. Não eram como aqueles políticos da farsa do passado. Comiam sanduíches e seus pés eram fotografados como se refletissem seu estado de embriaguez.

Quando esses políticos do Rio apareciam no cenário nacional não tinham rejeição como alguns políticos modernos que apontados por São Paulo embalavam suas candidaturas com quase 40% de rejeição do povo brasileiro. O Rio de Janeiro, mesmo tendo perdido a condição de capital, tem no Supremo Tribunal Federal os ministros que sempre foram autores dos melhores livros de todo o segmento dos estudantes e acadêmicos de direito.

O Rio de Janeiro jamais perderá a sua majestade, fundamentalmente na área cultural e econômica do país. A avaliação dos nossos representantes no cenário nacional, ainda podemos dar destaque tanto no Senado quanto na Câmara, os nomes do Rio tem o peso do saber. 

Tags: apareciam, do, esses, políticos, quando, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.