Jornal do Brasil

Segunda-feira, 25 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Juventude de Fé

Colunistas - Juventude de Fé

A voz das juventudes nas eleições

Jornal do Brasil Walmyr Junior *

Com o intuito de traçar um itinerário de diálogos sobre temas específicos, a Coluna Juventude de Fé abre espaço para diversos jovens que são candidatos ao cargo eletivo de vereador da cidade do Rio de Janeiro, dando visibilidade para as diferenças e colocando a juventude para dialogar sobre aquilo que acham que pode vir a ser um novo panorama de garantia de direitos a partir das políticas públicas de juventude. 

Iniciaremos essa sequencia abordando os seguintes temas: Direitos Humanos; Educação; Segurança Pública

Para dar start ao desafio de permitir com que novas narrativas ecoem na sociedade, convidamos o candidato Mitã Chalfun do Partido dos Trabalhadores (PT).

Estudante de Educação Física na UFRJ, morador de Oswaldo Cruz, Mitã foi vice-presidente da UNE de 2013 a 2015. Militante atuante nas lutas pela educação, desde o movimento de pré-vestibulares até a defesa dos 10% do PIB para educação, promete fazer a diferença nessas eleições.

Candidato Mitã Chalfun do Partido dos Trabalhadores (PT)

É candidato a vereador, porque acredita que é preciso reencantar a política no Rio de Janeiro, que hoje está a serviço dos interesses dos donos do dinheiro, a exemplo da máfia dos transportes. Mitã defende a construção de um mandato pautado pela participação popular e pela defesa dos sonhos e desejos da juventude suburbana.

Direitos humanos

A defesa dos direitos humanos é um princípio que orienta toda a minha campanha e que deve comandar as políticas da Prefeitura e a atuação de vereadores(as). A juventude precisa de uma cidade democrática com políticas de segurança, de educação, de saúde e de transporte que garantam o respeito aos direitos humanos. Chega de preconceito geracional, de racismo, de machismo e de homofobia!

Educação

Precisamos de uma educação transformadora, conectada com os sonhos e desejos da juventude e em diálogo com as novas tecnologias e com um mercado de trabalho que ofereça empregos com melhores salários. Lutarei também pelo acesso da nossa juventude à universidade. Defendo a abertura das escolas municipais para o funcionamento dos pré-vestibulares comunitários.

Segurança pública

É preciso dar um basta ao extermínio da juventude negra, suburbana e favelada que está em curso na cidade. Além disso, o subúrbio do Rio é muito perigoso para as jovens mulheres: 90% dos casos de estupro se concentram nas Zonas Norte e Oeste. O povo LGBT também sofre com a violência homofóbica. É urgente uma política de prevenção e segurança focada na garantia da vida dessas pessoas.

* Walmyr Júnior é morador de Marcílio Dias, no conjunto de favelas da Maré, é professor, membro do MNU e do Coletivo Enegrecer. Atua como Conselheiro Nacional de Juventude (Conjuve). Integra a Pastoral Universitária da PUC-Rio. Representou a sociedade civil no encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.



Tags: artigo, fé, junior, juventude, walmyr

Compartilhe: