Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Juventude de Fé

Colunistas - Juventude de Fé

Semana do estudante contra a lei da mordaça

Jornal do Brasil Walmyr Junior

Duas atividades marcam as celebrações pelo Dia do Estudante no Brasil. Uma gerida pelas pastorais da Juventude da Igreja católica e outra conduzida pelo movimento estudantil. Ambas colocam os rumos da educação brasileira como centro das suas pautas. 

A Semana do/a Estudante, que começou dia 6 de agosto e encerra dia 13 de Agosto, é uma atividade permanente promovida pelas pastorais de juventude da CNBB e coordenada pela Pastoral da Juventude Estudantil (PJE). Esse ano a atividade propõe profundas reflexões, e que delas propõe projetos e ações concretas, para a mudança da sociedade e do modelo da educação vigente. 

Com o tema "Juventude e direito à educação" e o lema "Educação Libertadora constrói nossa Casa Comum", a semana do estudante propõe as juventudes estudantis a vivenciar maior engajamento no que diz respeito à sua escola, às questões da educação e da sociedade em geral.

Outra atividade que promete envolver a estudantada é a Celebração do Dia do Estudante organizada pela AMES – Associação Municipal de Estudantes Secundaristas. A comemoração será na rua, na luta por mais direitos e mais democracia.

Como sabemos, está tramitando na Câmara dos Vereadores a votação do PL 867/2015 "Escola Sem Partido", apresentado pelo filho de Jair Bolsonaro, que visa na verdade cercear a liberdade de expressão do professor com um falso discurso de doutrinação e manipulação, como já falei nesse espaço sobre esse projeto :

http://m.jb.com.br/juventude-de-fe/noticias/2016/07/12/escola-sem-partido-esconde-projeto-partidarizado-inspirado-no-nazismo/

Para os estudantes, estar ao lado dos professores em todo o período de greve, ocupando mais de 80 escolas no estado, mostra que a todas e todos já reconhecem esse projeto de lei como  "Lei da Mordaça", pois é o que ele representa.

Para João Pedro Timóteo, militante secundarista da Kizomba e Vice Presidente da AMES esse é o momento da ação. “Comemorar o dia do estudante da maneira que o movimento estudantil sempre atuou: com muita luta e lutando por mais direitos. Ultimamente os estudantes estão sofrendo muitos ataques das forças conservadores, de golpe de estado até o PL da mordaça, então é nosso dia de gritar ‘não aceitaremos nenhum tipo de direito a menos’".

Para dar coro a inúmeras vozes que se unem a educação a AMES convida toda população carioca para comemorar esse dia mostrando mais uma vez que esses processos golpistas levados a cargo por políticos de direita estão longe dos anseios reais da juventude e dos estudantes secundaristas.

Para isso um grande ato está sendo convocado nesta quinta (11/8), 12:30 no Terminal de ônibus em frente ao Colégio Estadual Visconde de Cairu. De lá os estudantes se dirigirão para a Praça Agripino Grieco, próximo ao Leão Etíope do Méier.

Acompanhe a programação cultural do Dia do Estudante!!

>> SE LIGA NA PROGRAMAÇÃO:

-Exposição sobre a história do Movimento Estudantil

-Varal aberto para exposição de cartazes, desenhos, pinturas, etc

-Roda cultural com Batalha de MC's

-Debates sobre Censura, Cultura e Educação; Golpe de Estado, Temer e a retirada de direitos sociais; Ocupações, Calamidade Pública e Olimpíadas.

* Walmyr Júnior é morador de Marcílio Dias, no conjunto de favelas da Maré, é professor, membro do MNU e do Coletivo Enegrecer. Atua como Conselheiro Nacional de Juventude (Conjuve). Integra a Pastoral Universitária da PUC-Rio. Representou a sociedade civil no encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.



Tags: artigo, fá, junior, juventude, texto, walmyr

Compartilhe: