Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Colunistas - Juventude de Fé

Revista famosinha não gosta de professor 

Jornal do BrasilWalmyr Júnior*

A revista Veja afirmou recentemente que o profissional de educação é um peso para o Estado. Fiquei estarrecido e enojado com essa matéria, por perceber os interesses do grupo que administra a revista. A tendenciosa matéria, afirma que os custos com os professores oneram as contas públicas, pois o estado ‘gasta muito’ e se perde muito dinheiro.

Essa falácia reproduz a postura de sempre desse tipo de jornalismo. Esse grupo não reconhece que a educação e a escola pública são fundamentais para a formação do povo brasileiro. Eles querem uma formação acrítica, que não discute com alunos e promovem diálogos, nos moldes da ‘escola sem partido’, justamente para terem ainda sob suas asas um povo pobre e sem estudos.

Para esse grupo a educação pública e de qualidade não pode ser oferecida para todas e todos, ela deve continuar sendo um privilégio das elites econômicas do país. Por isso vemos com tanta nitidez esses grupos se colocando contrário ao financiamento da graduação e pós graduação  destacado em suas matérias.

Eles não vão calar a educação com uma mordaça. Sabemos que os professores sofrem com atrasos de salários, com a falta de material didático, com precárias instalações das escolas. Vemos cotidianamente salas superlotadas, sem refrigeração, com goteiras no tempo de chuvas e vemos os professores lidarem com conflitos diários quando dão aulas em territórios criminalizados.

Além disso, professores colocam cotidianamente recursos dos seus baixos salários para comprar material de trabalho. Encaram a sala de aula como uma área de transformação social e não como uma fonte de renda.

Para aqueles que querem condenar os verdadeiros heróis dessa nação, podem desistir. Estaremos unidos contra o seu conservadorismo.  O professor, é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo.

* Walmyr Júnior é morador de Marcílio Dias, no conjunto de favelas da Maré, é professor, membro do MNU e do Coletivo Enegrecer. Atua como Conselheiro Nacional de Juventude (Conjuve). Integra a Pastoral Universitária da PUC-Rio. Representou a sociedade civil no encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.

Tags: Artigo, coluna, juventude de fé, opinião, walmyr junior

Compartilhe: