Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Juventude de Fé

A maré na expectativa do ENEM 

Walmyr Júnior*

A 15º edição do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi realizada nos dias 26 e 27 de Outubro de 2013. Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem como objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim do Ensino Médio. Podem realizar essa avaliação todos os estudantes alunos que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio em anos anteriores.

O Enem é utilizado como critério de seleção para os estudantes que vão concorrer a uma bolsa no Programa Universidade para Todos (ProUni) e além disso, segundo o ‘portal.mec.gov.br’ aproximadamente 500 universidades já usam o resultado do exame como critério de seleção para o ingresso no ensino superior, seja complementando ou substituindo o vestibular.

“O exame é difícil, mas tem um gostinho diferente” diz Roberta, moradora do Parque União que aguarda o resultado da prova. A galera da Maré sabe que depois de muitos anos sem nenhuma expectativa de uma qualificação acadêmica, hoje esse cenário pode ser mudado.  “Hoje em dia é mais fácil entrar, por que eu posso estudar a noite em uma universidade e trabalhar de dia ou ao contrário” Continuou a jovem de 27 anos.

Com as políticas de expansão das universidades, obtivemos grandes vitórias com o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, (REUNI). O programa busca ampliar o acesso e a permanência na educação superior. Segundo o MEC  a meta é dobrar o número de alunos nos cursos de graduação em dez anos, a partir do ano de 2008, e permitir o ingresso de 680 mil alunos a mais nos cursos de graduação. Outro programa que vem favorecendo os estudantes da favela e que traz a oportunidade do aluno obter uma vaga na faculdade particular e conseguir o ingresso com uma bolsa integral é o Sistema de Seleção Unificada (SISU). Desenvolvido pelo Ministério da Educação, esse programa visa selecionar os candidatos às vagas das instituições de ensino superior que utilizarão a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como única fase de seu processo seletivo.

Segundo o Blog do Jornal ‘O Cidadão’ (ocidadaonline.blogspot.com.br) o Complexo da Maré foi um dos primeiros conjuntos de favelas a ter um curso pré-vestibular. Hoje contamos com vários cursos preparatórios espalhados nas 16 favelas do bairro.

“Com os avanços do Governo federal naquilo que tange a expansão Universitária, nos sentimos contemplados pela real possibilidade que hoje temos de entrar na faculdade”, garantiu José Roberto estudante e morador da favela da Praia de Ramos que entrou na UNISUAN para estudar o curso de Administração.

Com o crescimento das oportunidades dos jovens da Maré entrar na Universidade, vemos que a universidade está ficando popularizada, com mais rostos negros e pobres participando da construção de um novo Brasil para as gerações que virão. Esperamos ansiosos pelo resultado do ENEM para  comemorar com mais moradores da favela entrando no ensino acadêmico, mostrando o valor e a potência que nós temos e que nós somos.

* Walmyr Júnior é graduado em História pela PUC-RJ e representou a sociedade civil em encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.

Tags: com, da maré, das oportunidades, DOS, entrar, jovens, na, o crescimento, universidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.