Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Thiago Silva foge de saia-justa e pede: não crucifiquem Felipão 

Portal Terra

O zagueiro Thiago Silva se viu em uma situação embaraçosa nesta sexta-feira, véspera do duelo pelo terceiro lugar da Copa do Mundo contra a Holanda, quando foi questionado sobre o trabalho e a possível permanência de Luiz Felipe Scolari. 

Ao lado do treinador na mesa de entrevistas, o capitão mostrou certo desconforto, e Felipão tentou "resgatar" seu jogador dizendo que o atleta não deveria responder essa pergunta com ele presente. Porém, o camisa 3 acabou fugindo da saia-justa e respondeu com um discurso conciliador.

"Não é porque ele (Felipão) está do meu lado, mas já falei para ele, e na frente do grupo, o quanto confiamos nele, e o quanto crescemos de um ano e meio pra cá", disse Thiago. "Claro que tudo começou com o Mano Menezes lá atrás, formando o grupo, e depois teve a saída. Uma saída é sempre difícil de tentar assimilar. Mas o momento não é de tentar crucificar o Felipão por um erro ou qualquer outra razão. A gente está junto, e quando erra, erra todo mundo".

Thiago repetiu as palavras do treinador ao dizer que o 7 a 1 sofrido para a Alemanha na semifinal aconteceu por causa da "pane" que fez o time tomar quatro gols em seis minutos. "Ele (Felipão) já falou que teve a parcela dele de erro, como nós tivemos a nossa. Se dividimos os erros, não fica pesado para todo mundo. Não tem que culpar só o Felipão, porque quem estava em campo éramos nós, jogadores. Foram seis minutos de pane que resultaram em um placar catastrófico para a gente".

O capitão da Seleção esteve ausente da goleada sofrida para os alemães por causa de uma suspensão por acúmulo de cartões amarelos, e ainda não tem confirmada sua volta ao time para o jogo contra a Holanda, neste sábado, às 17h, em Brasília. Thiago Silva admitiu que o sentimento no grupo ainda é de frustração por não ter alcançado a final, mas declarou que a partida pelo terceiro lugar será encarada com seriedade.

"Fica frustrante pelo simples fato de criar uma expectativa do jogo final, um possível hexacampeonato. Todos sabíamos que era possível, quando o Felipão aceitou treinar a Seleção ele sabia disso. Passei muita noites sem dormir pensando nesta Copa, nessa possível final, que infelizmente não vai acontecer. Mas em nenhum momento falta motivação para jogar futebol. Esse erro do jogo passado com certeza faz a gente muito mais forte", concluiu o camisa 3.

Tags: Copa, Disputa, lugar, Mundo, terceiro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.