Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Maradona critica escolhas de Felipão para a Seleção

Ex-atacante teria levado Kaká para tirar foco em Neymar

Agência ANSA

O ex-jogador argentino Diego Armando Maradona criticou as escolhas do técnico Luiz Felipe Scolari para a Copa do Mundo. "Falar agora é fácil, mas eu teria chamado Kaká ou Ronaldinho Gaúcho. O Brasil sentiu falta de um homem de criação, que aliasse qualidade e criatividade", falou em seu programa de televisão.    

Ele seguiu analisando a postura tática da equipe, dizendo que "eu vi Oscar correndo para marcar adversários e tentando roubar bolas: mas como se faz isso? Ele fez ele mudar completamente sua forma de jogar".    

Maradona criticou Felipão também por deixar todo o foco em Neymar. "Tudo ficou nas costas de Neymar, mas se tivesse um jogador como havia falado, Kaká ou Ronaldinho, isso não aconteceria. Foi um erro não levar um jogador com essas características ou um Ganso ou um Philippe Coutinho. Um que tenha nos pés muita qualidade. Esse foi o motivo que fez com que Neymar e Hulk ficassem perdidos em campo", expressou o craque portenho.    

Apesar das críticas a Felipão, ele não poupou elogios à Copa no Brasil. "O brasileiro respeita o turista e o trata bem porque quer que volte - ao contrário do que acontece na Argentina. Eu acredito que, resultados esportivos à parte, o Brasil venceu como país. Não houve tumulto, manifestações, discussões, nem nada do que se temia", ressaltou.    

Ele aproveitou ainda para criticar a imprensa nacional e internacional, afirmando que "em Dubai, onde vivo, diziam que vir aqui era como se você fosse ao Vietnã ou à Síria, como se a cada passo que desse, eu tivesse que cuidar para não pisar em uma granada. Chegam certas notícias lá que se revelaram mentiras ridículas, escritas por gente que não conhece o quanto esse povo é bom e cheio de respeito".    

"Decime que se siete" 

Maradona chegou ao Brasil e foi ao centro de imprensa, na Barra da Tijuca, nesta sexta-feira (11). Ao entrar no local, foi recebido com euforia pelos conterrâneos que trabalham lá e cantou com eles a música "Decime que se siete", que provoca os brasileiros pela derrota por 7 a 1 pela Alemanha. O argentino cantou a música inteira - incluindo a parte que fala que "Maradona é maior que Pelé" e causou muitas risadas dos jornalistas.

Tags: brasil, Copa, escalação, maradona, Mundo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.