Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

Esportes - JB na Copa

Robben revê fantasma de chance desperdiçada em eliminação

Portal Terra

O relógio indicava 16min do segundo tempo e o placar estava zerado. Arjen Robben foi lançado e teve chance de ouro para inaugurar o marcador na final da Copa do Mundo de 2010. Entretanto, o atacante vacilou no momento de chutar e viu Iker Casillas fazer a defesa. A Espanha venceria a Holanda por 1 a 0 e conquistaria aquele Mundial. Quatro anos depois, o holandês reviu o fantasma daquela chance desperdiçada e novamente saiu derrotado, desta vez nos pênaltis contra a Argentina, pela semifinal da Copa de 2014.

O lance ocorreu no segundo tempo, novamente com um 0 a 0, e mais uma vez Robben demorou a chutar e acabou desarmado. Na disputa por pênaltis, o camisa 11 chegou a converter sua cobrança, mas erros de Ron Vlaar e Wesley Sneijder sepultaram as esperanças holandesas.

O primeiro tempo de Robben foi abaixo do que o jogador vinha fazendo na Copa. Atuando pela esquerda, que não é sua posição de costume, o atacante ficou apagado em meio à marcação argentina e trocou apenas três passes com seus companheiros durante todos os 45 minutos iniciais.

Depois do intervalo, conseguiu aparecer mais, principalmente com uma de suas características, que é cavar faltas. Logo aos 3min, Robben caiu quando Demichelis chegou duro pelas costas, lance que contou com a tradicional valorização do camisa 11 batavo. A falta ainda rendeu um cartão amarelo ao defensor argentino, mas Sneijder não soube aproveitar a cobrança para criar uma boa chance de gol.

Depois de brigar com a marcação e a linha de impedimento por mais 45 minutos, Robben teve para si a grande chance do jogo. Aos 45min, foi lançado na área e com pouca marcação a seu lado, mas demorou para tentar a finalização e viu Javier Mascherano chegar no bote.

O camisa 11 tentou se redimir aos 5min da prorrogação ao passar por dois marcadores dentro da área albiceleste, mas os defensores adversários conseguiram cortar o chute. Três minutos depois, fez a sua principal jogada ao cortar o marcador pela direita e bater de esquerda, mas Romero defendeu com tranquilidade.

Ainda houve tempo, na primeira metade da prorrogação, para que Robben protagonizasse lance frustrante para os holandeses, já que teve chance de avançar ao ataque pela esquerda, mas desistiu da jogada e preferiu pedir falta. A arbitragem não concordou e mandou a partida seguir.

O empate prosseguiu e levou a disputa aos pênaltis. Logo na primeira, Vlaar viu Romero defender, mas a seguir Robben converteu seu chute. Sneijder, porém, também parou nas mãos do goleiro argentino e foi o suficiente para que a Argentina avançasse para a decisão da Copa. Para Robben, o próximo jogo será a disputa do terceiro lugar contra o Brasil.

Tags: atacante, Copa, derrota, holandês, Mundo

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • ricardo severiño

    Vamos Argentinaaa!!!

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.