Jornal do Brasil

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Brasil perde em casa após 39 anos: veja nºs do Mineiraço

Portal Terra

A Seleção Brasileira sofreu a maior goleada de sua história nesta terça-feira (8), diante da Alemanha, no Mineirão. O 7 a 1 amargado dentro de casa, em plena semifinal de Copa do Mundo, superou os 6 a 0 sofridos para o Uruguai no longínquo ano de 1920, mas não entrará para os livros de história somente por causa disto. Uma série de recordes e fatos espetaculares foram quebrados e estabelecidos em Belo Horizonte e serão eternamente lembrados pelos amantes de futebol.

Veja, abaixo, os números do “Mineiraço”:

2000 gols. A Alemanha alcançou esta marca na partida desta terça-feira. O tento anotado por Thomas Müller aos 10min do primeiro tempo – o que abriu o massacre germânico – foi o 2000º da seleção tricampeã mundial em todos os tempos. Com os outros seis balanços de rede no Mineirão, a seleção alemã finalizou a partida com incríveis 2006 gols em sua gloriosa história. O primeiro deles foi marcado por Fritz Becker no distante 5 de abril de 1908. O jogo? Alemanha 5 x 3 Suíça.

223 gols em Copas do Mundo. Com os sete tentos anotados em Belo Horizonte, a Alemanha agora tem o melhor ataque da história dos Mundiais. O antigo recordista era exatamente o Brasil, que entrou em campo com 220 balanços de rede no principal evento esportivo do ano. Saiu dele com 221.

76 anos se passaram sem que a Seleção Brasileira fosse derrotada em uma semifinal de Copa do Mundo. A última vez que a equipe canarinho havia caído na fase que antecede à grande decisão fora em 1938, quando a Itáliavenceu por 2 a 1. De lá para cá, o Brasil disputara seis semifinais (1958, 1962, 1970, 1994, 1998 e 2002) e avançara à final em todas elas. Em 2014, terá que jogar a decisão do terceiro lugar.

39 anos se passaram sem que a Seleção Brasileira fosse derrotada em jogos oficiais dentro de casa. A última vez que a equipe verde amarela não havia somado pontos em seus domínios fora em 30 de setembro de 1975, quando caíra para o Peru por 3 a 1 nas semifinais da Copa América, exatamente no Mineirão. De lá para cá, o Brasil disputou 63 jogos oficiais em seu próprio solo, dentre Eliminatórias, Copa América e Copa das Confederações.

17 gols foram anotados pela Alemanha na atual edição da Copa do Mundo. Essa já é a segunda maior marca da seleção europeia na história, que tem como recorde os 25 tentos marcados pela mesma equipe germânica no Mundial de 1954. Naquela oportunidade, os comandados de Sepp Herberger foram campeões.

16 triunfos em Copa do Mundo tem Miroslav Klose, que iguala o brasileiro Cafu como maior vencedor da história do torneio. Philipp Lahm e BastianSchweinsteiger comemoram pela 14ª vez e, ao lado de Franz Beckenbauer, Lúcio e Paolo Maldini, ocupam a terceira posição da lista. Lothar Matthäus, Ronaldo e Wolfgang Overath venceram 15 jogos em Mundiais e são os vice-líderes da estatística.

16 gols tem Miroslav Klose em Copas do Mundo. O atacante é, agora, isoladamente o maior artilheiro da história dos Mundiais, tendo superado Ronaldo dentro do Brasil. Enquanto jogava, o Fenômeno balançou as redes 15 vezes no principal torneio de futebol do planeta.

12 anos se passaram sem que a Seleção Brasileira fosse derrotada dentro de casa em qualquer circunstância. O último tropeço verde e amarelo em seus domínios havia ocorrido no dia 20 de agosto de 2002, quando o Paraguai superou a equipe verde e amarela por 1 a 0, no Castelão. Aquela partida foi realizada para o Brasil festejar a conquista do pentacampeonato mundial, e o time nacional também era comandado por Luiz Felipe Scolari. De lá para cá, foram 42 compromissos sem derrota em estádios brasileiros.

11 gols foram sofridos pela Seleção Brasileira na atual edição da Copa do Mundo. O número é o mesmo do de 1938, quando o time canarinho teve a sua pior defesa na história dos Mundiais.

10 gols em Copas do Mundo tem Thomas Müller. Ele é o 13º jogador da história a atingir os dois dígitos e, aos 24 anos e 298, o terceiro mais jovem a alcançar tal marca. Somente o também alemão Gerd Muller (24 anos e 226 dias) e o húngaro Sandor Kocsis (24 anos e 282 dias) o superam neste quesito.

10 vitórias em Copas do Mundo tem Joachim Löw – o mesmo número de Carlos Alberto Parreira. Na história da seleção alemã, ele só está atrás de Helmut Schon, que soma 16. Na história dos Mundiais, apenas Luiz Felipe Scolari (14) e Zagallo (13), além de seu compatriota, o superam.

finais de Copas do Mundo foram disputadas pela Alemanha, nova recordista neste quesito. Até a partida desta terça-feira, a Seleção Brasileira divida a liderança da lista com os germânicos, já que chegou a sete decisões. Tricampeões mundiais, os alemães foram ao último jogo do Mundial em 1954, 1966, 1974, 1982, 1986, 1990, 2002 e, agora, 2014.

gols haviam sido sofridos pela Seleção Brasileira em um jogo apenas uma vez antes na história: em 3 de junho de 1934, quando a Iugoslávia venceu amistoso por 8 a 4. Esta marca nunca havia sido atingida em uma semifinal de Copa do Mundo.

5 gols foram sofridos pela Seleção Brasileira no primeiro tempo do duelo desta terça-feira. Na história das Copas, somente Zaire e Haiti haviam ido aos vestiários com no mínimo este número de tentos do outro lado do placar. Em 1974, a Iugoslávia fez 6 a 0 nos africanos antes do intervalo (o jogo terminou com massacre por 9 a 0), e a Polônia anotou 5 a 0 nos caribenhos ainda na primeira etapa da partida que terminou com goleada por 7 a 0.

Tags: ALEMANHA, brasil, copa do mundo, derrota, números

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.