Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Líder barra brava diz que volta ao Brasil para final da Copa

Portal Terra

Líder de torcida organizada do Independiente e à frente das Hinchadas Unidas Argentinas (congresso das organizadas argentinas), Pablo “Bebote” Alvarez prometeu, em entrevista concedida na Argentina nesta terça-feira, voltar ao Brasil para acompanhar a final da Copa caso a Argentina derrote a Holanda nesta quarta-feira. No sábado, ele foi preso no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), e deportado.

“Se vencermos na quarta-feira, vou ao Brasil com mais 60 pessoas para a final, e vamos ver se conseguem me encontrar. Se não querem que eu viaje, que me mantem, pois sou uma pessoa livre”, afirmou Bebote, de acordo com o jornal argentino Olé. Ele concedeu entrevista fantasiado, com boné, óculos escuros e bigodes falsos. Bebote encabeçava a lista entregue pelo governo argentino de torcedores barra bravas que deveriam ser impedidos de entrar no País.

Apesar dos esforços da Polícia Federal, Bebote ingressou e assistiu a três partidas: contra a Nigéria, em Porto Alegre, contra a Suíça, em São Paulo, e contra a Bélgica, em Brasília, quando foi preso. Nas duas primeiras, usou disfarces e postou fotos nas redes sociais tiram sarro das autoridades. No Estádio Mané Garrincha, foi identificado com ajuda dos sistema de câmeras. Tinha os cabelos verdes e usava camisa do Flamengo.

A restrição de Bebote e outros 2 mil barra bravas de entrar no Brasil para a Copa do Mundo ocorre porque têm histórico de violência em eventos esportivos. Indagado sobre a forma como conseguiu os ingressos para os jogos, ele afirmou que recebeu de membros da Associação de Futebol da Argentina (AFA). Mostrou os ingressos e declarou: “ganhei do contador de Julio Grondona (presidente da AFA)”.

“Sou uma pessoa livre, um cidadão argentino livre que não faz nada de ilegal, por isso vou viajar de novo ao Brasil e não tenho nenhuma restrição para sair do país”, complementou Bebote. Sua nova empreitada depende da Argentina. Na quarta-feira, ela enfrenta a Holanda na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), às 17h (de Brasília), pela semifinal da Copa do Mundo.

Tags: argentino, Copa, Mundo, Torcida, violenta

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.