Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

Esportes - JB na Copa

Técnico alemão se assusta com violência em jogo do Brasil 

Portal Terra

O técnico alemão Joachim Löw afirmou nesta segunda-feira que Brasil x Colômbia foi um jogo “brutal” em uma crítica direta à violência em campo no último duelo de quartas de final. A partida foi a mais faltosa do torneio – 54 faltas – e ficou marcada pela fratura na vértebra do atacante Neymar.

De acordo com Löw, o jogo teve momentos assustadores e lembrou que os árbitros não podem ser tão coniventes ao evitarem os cartões quando houver rispidez em campo. 

Comandados pelo árbitro mexicano Marco Rodríguez, Brasil e Alemanha duelam nesta terça-feira, às 17h (de Brasília), no Mineirão, por uma das vagas na final da Copa do Mundo. A outra semifinal será entre Holanda e Argentina, no dia seguinte, na Arena Corinthians.

Neste Mundial, o Brasil, assim como ocorreu na última Copa das Confederações, é criticado pelas faltas para parar o jogo. A equipe de Luiz Scolari é a mais faltosa em números absolutos - 96 -, contra apenas 57 dos germânicos.

"Essa Copa tem sido baseada em grande dinamismo, poder, velocidade e energia física, e há jogadores dispostos a tudo para seguirem em frente como parar e bloquear os jogadores. Espero que o árbitro aja no sentido de preservar os jogadores”, disse Löw.

“Essas faltas mais violentas têm de ser punidas. Caso contrário, não vamos ter Neymar, Messi e sim outros jogadores entrando no lugar apenas para destruir. Essa Copa está sendo vista pelo dinamismo e força física, mas o tolerável passou dos limites em alguns jogos, como no Brasil x Colômbia. Na Europa, esse jogo não acabaria com 22 jogadores”, completou.

Apesar das 54 faltas, o juiz espanhol Carlos Velasco deu apenas quatro cartões no jogo Brasil x Colômbia, sendo todos amarelos. O colombiano Juan Camilo Zúñiga, criticado pela entrada de joelho nas costas de Neymar, nem foi advertido.

“Neste jogo, teve faltas perigosas por trás, carrinhos pela frente, lateral e por trás. Temos de proteger os jogadores e os atacantes que têm recebido faltas agressivas”, desabafou.

Tags: árbitros, Copa, Jogadores, Mundo, violência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.