Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Esportes - JB na Copa

CBF denunciará médicos que cogitaram colocar Neymar na final da Copa

Jornal do Brasil

A CBF anunciou que encaminhará ao Conselho Federal de Medicina a iniciativa de tratamento alternativo para que Neymar participasse da final da Copa do Mundo. O objetivo é punir os médicos que fizeram esta sugestão.

"As medidas da ética médica, que requer o caso, serão encaminhadas à análise do Conselho Federal de Medicina para os procedimentos cabíveis ao caso, ao nosso ver de extrema gravidade aos artigos de nosso código de conduta", diz o comunicado divulgado pela entidade.

Especulações davam conta de que o camisa 10 sofreria infiltrações para que pudesse entrar em campo, caso o Brasil fosse para a final da Copa do Mundo. O médico da Seleção, José Luis Runco, deu entrevista na qual afirmou ser absurda esta possibilidade. O site oficial do jogador publicou comunicado avisando que Neymar poderia entrar em campo no próximo domingo caso suportasse as dores, mas só obedeceria ao tratamento de Runco. Neymar fraturou a terceira vértebra da região lombar no final da vitória sobre a Colômbia na sexta-feira, quando suas costas foram atingidas por uma joelhada de Zúñiga. 

Confira o comunicado da CBF na íntegra:

A CBF esclarece que o atleta Neymar, com fratura estável de apófise transversa de L3, com excelente prognóstico à sua vida de atleta, desde que a consolidação da mesma se faça no tempo que a boa prática médica requer, e que condutas açodadas colocam em risco sua vida futura como atleta conforme as propagadas em alguns informes de mídia, por colegas médicos, o que, óbvio, não muda a conduta da comissão médica da Seleção Brasileira.

As medidas da ética médica, que requer o caso, serão encaminhadas à análise do Conselho Federal de Medicina para os procedimentos cabíveis ao caso, ao nosso ver de extrema gravidade aos artigos de nosso código de condutas.

Tags: coluna, Copa, infiltração, médico, neymar

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.