Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Para Amarildo, Brasil pode ser campeão mesmo sem Neymar

Craque teve uma fratura da terceira vértebra lombar após joelhada de colombiano e está fora da Copa

Agência Brasil

Quando a notícia de que Neymar não jogaria mais a Copa do Mundo de 2014 foi divulgada, o pensamento de muitos torcedores brasileiros voltou ao ano de 1962. No Mundial disputado no Chile, Pelé se machucou no segundo jogo e foi substituído por Amarildo. Naquela Copa do Mundo, o substituto de Pelé foi peça-chave para a conquista da seleção.

>> Neymar teve uma fratura da terceira vértebra lombar após joelhada de colombiano e está fora da Copa

O Portal EBC conversou com o ex-jogador após a contusão de Neymar. Para Amarildo, quem for escolhido para substituir o atual camisa 10 da Seleção tem que ter orgulho de jogar e esquecer que está entrando no lugar do craque da equipe. “O jogador deve ter a tranquilidade para entrar no lugar dele”, diz.

Em sua primeira partida, Amarildo fez uma grande atuação, marcando os dois gols do Brasil na vitória contra a Espanha. Amarildo ainda marcou o primeiro gol do título do Brasil na final contra a Tchecoslováquia. Depois da competição, ele foi para a Itália, onde jogou por nove anos.

Ele disse não ter preferência pelo jogador que vai entrar no lugar de Neymar. “Quem é que vai entrar não interessa. Interessa é que quem entrar no lugar dele mostre todo o potencial e faça o melhor”, aponta.

O ex-jogador afirmou que essa foi a receita para ele se sair bem em 1962. “Todo mundo no Brasil estava chorando. Só eu estava alegre. Não pelo Pelé, mas por eu ter a chance de mostrar o que eu podia pela seleção. Quando chegou a hora do jogo, joguei como se fosse no Botafogo”, conta.

Para Amarildo, Brasil pode ser campeão mesmo sem Neymar

Ele aponta que o Brasil tem condições de ser campeão da Copa do Mundo mesmo sem o principal jogador. “Quem entrar e quem tiver a missão de substituir o Neymar tem que fazer à altura. Quem sabe o time não melhora sem o Neymar”, aponta. “O Brasil ganhou sem o Pelé em 1962. Tem tudo para ganhar sem o Neymar”, completa.

Ele disse que ganhar uma Copa no Brasil é uma oportunidade única: “Temos a chance de apagar uma mancha negra que paira sobre o Maracanã desde 1950. Por isso, o Brasil tem lutar com ou sem o craque”.

Quando viu pela televisão o lance, Amarildo disse que ficou zangado com Zuñiga e com o árbitro Carlos Velasco. “Entrar com o joelho nas costas é covardia. Não é futebol. O pior é que encontramos um juiz que nem punição deu a ele”. Para ele, a Federação Internacional de Futebol (Fifa) deve punir ambos. O ex-jogador completou dizendo que a entrada do colombiano não pode ser considerada futebol, e sim,  luta livre.

Neymar deixa a Granja Comary, após passar a noite com a seleção

O jogador Neymar acaba de deixar a Granja Comary, em Teresópolis. Ele passou a noite na concentração da Seleção Brasileira, acompanhado do pai, mas agora vai se separar dos companheiros para repousar e se recuperar da lesão. O jogador deixou o local de helicóptero e, segundo informações da família,  vai para a casa no Guarujá, litoral de São Paulo.

O atacante teve uma fratura em uma vértebra lombar, após levar uma joelhada nas costas do jogador colombiano Zuñiga, durante o jogo das quartas de final, ontem (4).

O Comitê Disciplinar da Copa do Mundo do Brasil está analisando o lance que tirou o brasileiro Neymar do mundial. Aguarda-se uma decisão sobre uma punição ou não ao jogador colombiano em breve.

Hoje, a presidenta Dilma enviou carta a Neymar dizendo que a dor sentida pelo jogador, no gramado da Arena Castelão, em Fortaleza, feriu o coração de todos os brasileiros, mas destacou a força do atacante como a de “um grande guerreiro que não se deixa abater, mesmo ferido”.

A pancada foi aos 41 minutos do segundo tempo, quando o Brasil vencia a Colômbia por 2 a 1. Após cruzamento na área, a zaga brasileira lançou a bola em direção a Neymar. O atacante brasileiro dominou a bola no peito e recebeu uma joelhada, nas costas, do lateral colombiano Zúñiga. O jogador saiu de campo chorando de dor e foi substituído pelo zagueiro Henrique.

Tags: Copa, neymar, pelé, seleção, torcedores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.