Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Confira imagens da conquista do tetracampeonato do Brasil em 1994

Jornal do Brasil

A Copa do Mundo FIFA de 1994 foi sediada nos Estados Unidos. Com um futebol extremante eficiente e com um grupo muito unido liderado pelo polêmico craque Romário, a Seleção brasileira conquistou o quarto título mundial ao bater a Itália na final. 

O Brasil fez a seguinte campanha: 2 X 0 contra a Rússia, 3 X 0 contra Camarões, 1 X 1 contra a Suécia. Oitavas de final: 1 X 0 frente aos Estados Unidos; Quartas de final: 3 X 2 sobre a Holanda, e na semifinal 1 X 0 frente à Suécia. Na final, o Brasil jogou contra a Itália e o resultado foi 0 X 0 no tempo regular. O Brasil ganhou nos pênaltis, chegando ao tetracampeonato, feito inédito para qualquer seleção até então.

A final entre Brasil e Itália entrou para a história por dois motivos: primeiro, pelo fato de juntar frente a frente duas das três únicas seleções que haviam conquistado três edições de Copa do Mundo, portanto, uma delas acabaria se sagrando tetracampeã, ultrapassando a rival; segundo, porque foi a primeira vez em que a final de uma Copa do Mundo seria decidida na cobrança de tiros livres da marca de pênalti.

O jogo terminou em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. A vitória do Brasil veio após três erros italianos: uma defesa do goleiro Taffarel, em chute de Massaro, e mais dois chutes para fora dos craques italianos Roberto Baggio e Franco Baresi. Márcio Santos havia errado também sua cobrança, não sendo necessário ao Brasil efetuar todas as cobranças a que tinha direito.

O Brasil recuperava a coroa depois de 24 longos anos (cinco edições seguidas sem vencer) e conquistava assim o inédito quarto título da Copa do Mundo. O maior destaque da Copa dos EUA foi o "baixinho" Romário, que com seus cinco gols, e com uma assistência inesquecível - aquela em que deixou Bebeto na cara do goleiro americano -, acabou confirmando a sua espetacular fase vivida então no Barcelona, fazendo por merecer a escolha da Fifa que o elegeu o melhor jogador da Copa de 1994.

Ainda no campo de jogo, aproveitando os festejos pela conquista histórica, a equipe decidiu homenagear o piloto brasileiro de Fórmula 1, Ayrton Senna, que morrera cerca de dois meses antes em um terrível acidente ocorrido no GP de Ímola, em San Marino. A homenagem veio estampada no cartaz que dizia: "Senna, Aceleramos Juntos. O Tetra é Nosso".

Na finalíssima, o Brasil entrou em campo com a seguinte formação: Taffarel; Jorginho, Aldair, Márcio Santos e Branco; Dunga (C), Mauro Silva, Mazinho e Zinho; Bebeto e Romário. Logo na primeira etapa, Cafu substituiu Jorginho; e antes do início da segunda etapa da prorrogação, Viola ocupou a vaga de Zinho.

Tags: brasileiros, Copa, Mundo, romário, tetra

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.