Jornal do Brasil

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Alemanha e França duelam contra gripe, dúvidas e críticas

Portal Terra

O primeiro semifinalista da Copa do Mundo de 2014 começa a ser definido nesta sexta-feira, às 13h, no Maracanã. Alemanha e França se enfrentam e duelo pelas quartas de final do Mundial do Brasil naquele que é o principal clássico desta fase. Quem avançar enfrenta o vencedor do duelo entre Seleção Brasileira e Colômbia, que jogam mais tarde, às 17h, em Fortaleza.

Para a partida desta sexta, os dois gigantes europeus precisam antes resolver seus próprios problemas, que giram entorno de problemas físicos, críticas, dúvidas na escalação e até mesmo um surto de gripe. Isto porque sete jogadores alemães estão lidando com dores de garganta e febre. Para os germânicos, há ainda a preocupação por conta da lesão do defensor Shkodran Mustafi, que foi cortado depois de problema na coxa esquerda.

"Sim, realmente um terço da nossa equipe reclamou de dor de garganta. Talvez fomos contaminados por conta do choque térmico entre as altas temperaturas e o ar condicionado. Temos um ou outro problema, temos que esperar um dia. Hummels esteve pior, mas hoje todos puderam treinar. Eles estão ligeiramente gripados, mas não tem nenhum tão mal. Espero que fiquem todos estáveis e não piorem durante a noite", disse o técnico Joachim Low depois de treino de reconhecimento no Maracanã.

"Schweinsteiger e Khedira se recuperaram bem e evoluíram, estão em condição excelente. O Schweinsteiger teve alguns dias para se recuperar, então creio que estarão em boas condições", completou o treinador, citando dois volantes que não estavam em 100% de suas condições físicas.

No caso francês, a dúvida é por conta do ataque. O centroavante Olivier Giroud teve atuação fraca contra a Nigéria, pelas oitavas de final, e viu Antoine Griezmann ser decisivo nos últimos minutos, situação que pode fazer com que o técnico Didier Deschamps faça mudanças em sua equipe.

"Eles têm perfis diferentes. Não posso saber como seria se escolhesse desde o início. Giroud serviu como ponto de apoio, auxiliou com jogadas ofensivas interessantes, contribuiu no ataque e na defesa", explicou o treinador.

A dificuldade que Alemanha e França tiveram para derrotar, respectivamente, Argélia e Nigéria tornou-se motivo para críticas às duas seleções, especialmente no caso germânico. Entretanto, os técnicos não querem se importar com a pressão externa, mesmo sabendo que um deles estará fora da Copa e a caminho de casa no fim do dia.

"Estou bem distante de tudo e desde o começo da Copa eu quase não li jornais. Não li nada, e se algo muito importante acontece, minha equipe de comunicação me avisa. Eu sei que há uma pressão grande, mas vencemos três jogos e empatamos um. Avançamos como líder no grupo e não fomos tão bem contra a Argélia, mas fomos críticos sobre isso e estamos muito motivados para jogar o próximo jogo", avisou Low.

"Nenhuma razão para estarmos tensos, temos uma partida de quartas de final. O adversário é sólido e tem muita experiência, mas não sinto nenhum tipo de tensão. Trata-se de um prazer e estamos nos preparando da melhor maneira para a partida", resumiu Deschamps.

FICHA TÉCNICA

França x Alemanha

França: Lloris; Debuchy, Varane, Koscielny e Evra; Cabaye, Matuidi, Pogba e Valbuena (Sissoko); Benzema e Giroud (Griezmann).

Técnico: Didier Deschamps

Alemanha: Neuer; Boateng, Hummels, Mertesacker e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger e Kroos; Ozil, Müller e Gotze.

Técnico: Joachim Low

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 04/07/2014

Horário: 13h (horário de Brasília)

Árbitro: Nestor Pitana (ARG)

Auxiliares: Hernan Maidana (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG)

Tags: brasil, Copa, jogo, maracanã, quartas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.