Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

Esportes - JB na Copa

Os craques que vão fazer a diferença nas quartas

Agência ANSA

Neymar, Rodriguez, Benzema, Messi, Hazard, Sneijder e Podolski têm mantido uma escrita em Copas do Mundo: o camisa 10 é quem está resolvendo na hora do gol. Os talentosos jogadores agora têm mais desafios, levar suas equipes para as semifinais e escrever mais um capítulo da história entre sul-americanos (3) e europeus (4). A única equipe que não vem dos dois continentes é a surpreendente Costa Rica.    

O grande equilíbrio que marcou a fase das oitavas, quando cinco das oito partidas foi para a prorrogação, foi quebrado pelos camisas "10". Eles foram os mais bravos em encontrar brechas em defesas cada vez mais bem preparadas tática e fisicamente.    

Por exemplo, Lionel Messi deu o passe crucial para Dí Maria classificar os argentinos aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação. Ele ainda conseguiu manter a mística da 10 argentina, que viu Diego Maradona levando a seleção do país a dois títulos mundiais. O colombiano James Rodríguez também é o astro da belíssima geração da Colômbia neste Mundial. Amanhã (02), ele poderá ser o responsável pelo choro dos brasileiros.    

Além dos camisas 10, outro número vem fazendo grande sucesso na competição: o 1. Os goleiros têm dado um show à parte, mesmo com a média de gols sendo maior que a última edição na África do Sul. Até agora foram 154 gols contra 145 da Copa de 2010 em todos os jogos. Júlio César fez uma partida impecável contra o Chile. Já Neuer, além de estar no lugar certo para defender os chutes da Argélia, atuava como líbero e interceptava passes dos jogadores adversários. Um destaque entre os times que ainda estão na competição é que, mais uma vez, não há a presença de equipes da África e da Ásia.   

E, uma das certezas, é que um europeu e um sul-americano estão garantidos nas semifinais. Isso porque a Alemanha enfrenta a França e o Brasil enfrenta a Colômbia. As 8 melhores equipes lideram quesitos técnicos entre todas as seleções: a Alemanha foi a que mais trocou passes (2560), a Holanda a que mais marcou gols (12), a Costa Rica sofreu apenas 2 gols, a Argentina tem o melhor "passador" com Mascherano (88,3% de aproveitamento), a Bélgica foi a protagonista de 38 dos 52 chutes a gol na partida contra os Estados Unidos, o Brasil tem o melhor jogador da competição, David Luiz, a Colômbia tem o artilheiro do Mundial, com 5 gols, James Rodríguez e a França é a seleção que mais chuta a gol por partida (19 vezes). Ou seja, o Mundial ainda tem muito futebol para divertir a todos.

Tags: Copa, craques, futebol, jogos, quartas-de-final

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.