Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Felipão vive "dia D" para chacoalhar elenco e decidir time

Portal Terra

Depois de uma semana turbulenta, a Seleção Brasileira tem um treino decisivo nesta quarta-feira pela manhã para saber qual postura a equipe terá diante da Colômbia na próxima sexta-feira. Depois de três dias sem os titulares treinando no gramado, o técnico Luiz Felipe Scolari terá, enfim, um coletivo com a presença dos 23 jogadores, que definirá principalmente quem será o substituto do volante Luiz Gustavo, suspenso pelo segundo cartão amarelo.

A atividade também servirá para Felipão chacoalhar o grupo de jogadores, que vem sendo alvo de críticas pelo desempenho abaixo do esperado nestas quatro partidas de Copa do Mundo e pela emoção exacerbada que mostram durante as partidas. Em bate-papo informal com seis jornalistas, na última segunda-feira, o treinador revelou que vê falhas no time, mas que muito tem a ver com a questão psicológica.

"Não é preciso mais tanto choro. Felipão e Parreira já detectaram alguns jogadores que estão com a adrenalina acima do normal e vão fazer tudo para aliviar a tensão geral”, declarou o jornalista Luiz Antônio Prósperi, um dos que participaram da conversa, no jornal O Estado de S. Paulo. "Há a certeza de que o time tem sido muito coração e pouca razão. A cabeça precisa esfriar a paixão”, afirmou Paulo Vinicius Coelho, outro escolhido de Felipão para reunião, no jornal Folha de S. Paulo.

Para vaga de Luiz Gustavo, a tendência natural é a volta de Paulinho à equipe, fazendo a função de segundo volante. O jogador, que não teve um desempenho bom na primeira fase da Copa do Mundo e acabou sendo retirado da equipe para a entrada de Fernandinho contra o Chile, nas oitavas de final, parece ter retomado a confiança de Felipão.

Principalmente pela postura mostrada antes da decisão por pênaltis no último sábado. Na ocasião, Paulinho repetiu uma cena feita por Zagallo na disputa da semifinal da Copa do Mundo de 1998, contra a Holanda, batendo no peito de cada um dos cobradores de pênaltis e dando força e confiança para eles.

Se Paulinho for mesmo o escolhido de Felipão para o duelo com os colombianos, é provável que Fernandinho seja recuado para a função de primeiro volante. O jogador do Manchester City declarou ontem que está acostumado em jogar neste posicionamento. "Encaro com naturalidade, fui convocado como primeiro volante, é assim que venho jogando na Inglaterra, não é segredo. Se o Felipão optar por colocar outro jogador ali, também não há problema, o importante é encontrar um equilíbrio para segurar o meio de campo da Colômbia".

Felipão ainda tem outras duas opções se não quiser mudar muito o setor, promovendo a entrada ou de Hernanes ou de Ramires. O volante da Inter de Milão foi um dos destaques positivos do amistoso feito pelos reservas com o Sub-20 do Fluminense na tarde de terça-feira. Uma outra alternativa para Scolari é improvisar um zagueiro no meio-campo. Henrique já foi testado no setor e David Luiz poderia ser adiantado, com a entrada de Dante, na zaga.

Além da preocupação com os volantes, tudo leva a crer que Scolari fará algumas experiências em outros setores da equipe nesta quarta-feira. A preocupação principal é com o setor ofensivo. O treinador viu a partir do segundo tempo contra os chilenos o time explorar demais as ligações diretas entre goleiro e ataque, sem passar a bola pelo meio-campo. Bem marcados, Fred e Jô pouco conseguiram fazer.

Assim, é possível que Felipão teste na atividade de hoje um time sem centroavante. Para isso, o técnico em algum momento do treino deve promover a entrada de William ou Ramires na equipe titular no lugar de Fred. Neymar ou Hulk poderão funcionar como o chamado "falso 9", jogador que será o último homem do ataque do Brasil, mas com mais mobilidade para sair da área.

Tags: brasil, Copa, emocional, seleção, time

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.