Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Chileno chama Rodrigo Paiva de delinquente e cobra maior punição

Portal Terra

O atacante chileno Mauricio Pinilla disse ter sido agredido por Rodrigo Paiva, assessor de imprensa da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no último sábado, durante a partida entre Brasil e Chile pelas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014.

Em sua conta no Twitter, Pinilla afirmou ter levado um soco de Paiva durante a partida no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O jogador pediu punição da Fifa ao jornalista, e criticou a entidade ao saber que a pena dada ao brasileiro foi de um jogo de suspensão.

“O senhor Rodrigo Paiva, chefe de imprensa do Brasil, me agrediu com um soco no túnel sem razão. A Fifa não pode tolerar este delinquente”, disse Pinilla na internet. “A Fifa precisa intervir. É algo gravíssimo. Não pode vir qualquer um e agredir um jogador – menos ainda um assessor de imprensa”, completou.

A Fifa já havia sido alertada do caso, e puniu Rodrigo Paiva com um jogo de suspensão. Informado, o jogador chileno se revoltou, chamou o brasileiro de “delinquente de terno” e comparou o caso ao de Luis Suárez, que foi banido do futebol até outubro em decorrência da mordida no ombro de Giorgio Chiellini.

“Uma partida para Rodrigo Paiva? Vergonha”, disse o camisa 9. “Por uma mordida, Suárez arriscou sua carreira. Um assessor de imprensa pega uma partida (de suspensão) por um soco na cara?. Exijo da Fifa uma sanção exemplar para Rodrigo Paiva, igual a que teve meu colega Suárez. Isto é mais grave ainda”, completou.

Tags: Assessor, Copa, imprensa, Mundo, punição

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.