Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Bogotá volta a registrar mortes após classificação da Colômbia

Agência Brasil

Apesar da proibição da venda de bebidas alcoólicas no último sábado (28), até as 6h da manhã de hoje (30), o prefeito de Bogotá, Gustavo Petro, anunciou em sua conta no Twitter que oito pessoas morreram durante as comemorações da classificação da seleção colombiana para as quartas de final. O time da Colômbia venceu o Uruguai por 2 a 0.

"É muito ruim o balanço da comemoração da partida de sábado [28], mais oito pessoas morreram em hospitais após ferimentos nas celebrações", escreveu Petro no Twitter.

Na noite de sábado, uma das vítimas foi uma mulher de 25 anos, que morreu atingida por uma bala perdida no bairro popular de Bosa. Ainda não há detalhes sobre os demais mortos.

Com as mortes anunciadas ontem, o número de vítimas após as partidas da seleção colombiana na Copa do Mundo chegou a 17. Na estreia da seleção, no dia 14 de junho, nove pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas.

Após derrotar a Grécia na estreia, foram registradas mais de 3 mil brigas nas ruas de Bogotá e 150 acidentes de trânsito. Além dos confrontos, chamados de rinhas, torcedores atacaram carros e ônibus em algumas regiões.

Pessoas que não estavam participando das comemorações - em que se joga farinha e espuma - não gostaram e também houve confrontos por esse motivo.

Depois da violência e dos excessos cometidos por parte da população, a prefeitura de Bogotá optou pela Lei Seca, medida repetida nas últimas três partidas. Além disso, o policiamento foi reforçado em locais de concentração pública, em que os jogos são exibidos, e em avenidas de grande movimentação.

A Lei Seca foi adotada também nas cidades de Cali, Cúcuta, Valledupar e Bucaramanga e em seis departamentos (províncias). Um homicídio foi registrado na cidade de Sogamaso, departamento de Boyacá, Centro-Oeste do país. Na capital, a prefeitura proibiu o uso de farinha de trigo nas comemorações, mas no sábado, após a vitória colombiana, torcedores comemoraram com espuma e com farinha em algumas regiões da cidade.

O prefeito Gustavo Petro informou que divulgará um balanço detalhado e poderá anunciar medidas mais restritivas para o próximo jogo da Colômbia, na próxima sexta-feira (4 de julho), em Fortaleza, contra o Brasil.

Na semana passada, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, falou, em pelo menos três ocasiões, sobre a necessidade de celebrar "em paz" e pediu moderação à população nas comemorações.

Tags: COLÔMBIA, comemoração, Copa, morte, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.