Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Brasil joga quartas com seis jogadores pendurados que não vão tirar o pé

Portal Terra

Os cartões amarelos recebidos por Hulk, Jô e Daniel Alves aumentaram para seis o número de jogadores pendurados na Seleção Brasileira para a partida contra a Colômbia, na próxima sexta-feira, em Fortaleza, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Neymar, Ramires e Thiago Silva, advertidos na primeira fase, completam a lista de brasileiros com risco de perderem uma possível semifinal.

A situação provoca dor de cabeça no técnico Luiz Felipe Scolari, mas a orientação é não pensar no assunto durante a partida. O volante Luiz Gustavo, por exemplo, recebeu o segundo cartão amarelo diante do Chile e criou um problema para Felipão, mas depois do jogo disse que é impossível atuar em um jogo decisivo pensando no assunto. Ainda mais ele que é volante.

“Temos que viver o dia de hoje. Não pensei na suspensão Podia ser o nosso último jogo. Valia tudo. Fomos com o coração até o final. Infelizmente levei o cartão, mas estou muito feliz porque conseguimos o nosso objetivo. Quem entrar vai fazer o trabalho da melhor forma”, disse em entrevista ao Sportv.

Dos seis jogadores pendurados, quatro devem ser titulares contra a Colômbia: Daniel Alves, Thiago Silva, Hulk e Neymar. Ramires é opção ao suspenso Luiz Gustavo, mas Felipão só vai anunciar o substituto depois dos treinos durante a semana na Granja Comary.

Caso o Brasil avance de fase os cartões amarelos serão zerados para a semifinal. Uma mudança da Fifa antes do Mundial mudou o sistema para evitar a suspensão em finais. Antes, os jogadores se livravam dos cartões ao final da primeira fase.

Jogo mais faltoso da Copa

O aumento de número de pendurados na Seleção é consequência do jogo mais faltoso da Copa do Mundo até o momento. Foram 51 ao todo, 28 pelo lado brasileiro. Na primeira fase os brasileiros cometeram apenas 36 faltas.

Tags: brasileira, Copa, faltas, Mundo, seleção

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.