Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Seleção aumenta carga contra insinuação de complô pró-Brasil

Portal Terra

Se na véspera das oitavas de final o assessor de imprensa Rodrigo Paiva tomou a palavra para, em nome da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), rebater insinuações de que o país-sede poderia ser favorecido por arbitragens, neste sábado a comissão técnica aumentou a carga sobre o assunto. O técnico Luiz Felipe Scolari e o coordenador Carlos Alberto Parreira tentaram inverter a situação depois da vitória nos pênaltis sobre o Chile nas oitavas de final da Copa do Mundo.

“Essa pressão não dá para ser contra o Brasil. Se não querem que seja campeão, tudo bem. Se é pênalti é pênalti, gol é gol, falta é falta. Começamos a ficar um pouco em dúvida”, afirmou Felipão.

Após a entrevista, o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira fez coro ao assunto e disse que, se existir algum complô, a impressão é que ele é contra o Brasil. Na preparação para a partida, jogadores do Chile manifestaram preocupação com a arbitragem, a imprensa chilena repercutiu e a CBF pediu mais respeito ao Brasil.

A Fifa escalou para este jogo o mesmo árbitro da final de 2010, o inglês Howard Webb. A única reclamação específica no pós-jogo foi em relação a uma pancada recebida por Neymar. Além disso houve um gol polêmico anulado, no qual Hulk domina entre o peito e o braço.

“Na primeira bola, o adversário bateu pesado no Neymar. A coxa dele inchou. Não consigo entender o porquê disso. Falam que o Neymar é cai-cai... Caiu porque levou falta. O Sanchez (atacante do Chile) se jogou 12 vezes. Neymar tem de ser valorizado pelo esforço”, afirmou Felipão.

O treinador disse, inclusive, que todos os lances complicados estão sendo marcados contra o Brasil. Na estreia contra a Croácia, o time da casa virou o jogo graças a um pênalti inexistente em Fred, o que rendeu muitas críticas à Fifa e fez a comissão técnica iniciar sua cruzada de defesa.

“O que meus jogadores têm falado é que estão apreensivos com tudo que tão dizendo. Tudo que dá errado é o Brasil, a Seleção. Há alguns erros e dúvidas em relação a pênalti, gols, e os árbitros estão todos reticentes no Brasil”, completou Felipão.

Tags: 2014, brasil, Copa, Mundo, seleções

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.