Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Com liderança e gol, David Luiz é decisivo em classificação 

Portal Terra

Desde a Copa das Confederações de 2013, o zagueiro David Luiz se transformou em um dos jogadores mais queridos pela torcida brasileira. A vasta cabeleira, a facilidade de se comunicar e a atenção a todo momento com os torcedores deram ao defensor um status que só é superado por Neymar nesta Seleção Brasileira. Porém, faltava uma cereja no bolo que era marcar um gol com a camisa verde e amarela.

"Quando você prova da mesma comida todos os dias aquilo começa a enjoar. Quando tem de provar as vezes, tem um sabor especial. Quando a gente que tem a função de destruir o lance do gol, celebrar um marcado no ataque é de um motivo especial. Eu sei que Deus está reservando um momento correto para eu viver isso", disse o jogador antes da partida contra Camarões.

Enfim, o dia do camisa 4 chegou e curiosamente aconteceu na partida em que ele era dúvida, por conta de dores na região dorsal. Confirmado entre os titulares mesmo com a queixa, David Luiz não demorou para mostrar que a escalação valeria a pena. Aos 18min da primeira etapa, a equipe brasileira teve um escanteio  a seu favor. 

Neymar cobrou, Thiago Silva deu um leve toque e David Luiz apareceu atrás dos zagueiros para tocar para o gol. Na comemoração, ele correu em direção à lateral esquerda, ajoelhou e foi engolido pelos companheiros. Emocionado, ele demorou para cobrar o juízo do gol nas oitavas de final da Copa do Mundo

O que David Luiz não poderia esperar era que em um lateral atrapalhado de Marcelo, Hulk perderia a bola e Vargas tocaria para Sanchez sozinho empatar o placar. Tanto Thiago Silva como David Luiz nada puderam fazer. 

O zagueiro passou incólume o resto da partida. Salvou o Brasil em uma tentativa de chute de Aranguiz, dando um carrinho tão importante quanto o da Copa das Confederações de 2013. O jogo seguiu tenso, passou a prorrogação e veio a cobrança de pênaltis. 

A liderança de David Luiz então veio à tona. Enquanto o grupo inteiro fazia massagem ou estava caído no chão, o defensor puxou Julio Cesar para o canto e em uma conversa ao pé do ouvido levantou o brio do arqueiro, que se emocionou e chorou. 

Com personalidade, David abriu as cobranças de penalidades, tirando do goleiro Bravo. Inflamou a torcida e contagiou Júlio César que defendeu a cobrança de Pinilla. Willian foi para a segunda cobrança e perdeu. O camisa 4 entrou em ação de novo, buscou o meio-campista quase na área e levantou a moral do reserva. 

As cobranças seguiram, quando Hulk desperdiçou, David foi novamente de encontro ao atacante para consolá-lo. Ajoelhado viu Gutierrez acertar a trave e aí, se antes ele tinha feito o arqueiro desabar em choro, foi a vez de David Luiz enfim desmoronar. Um abraço forte em Parreira, lágrimas no rosto ele seguiu lentamente pelo campo para encontrar Júlio César. 

Outro abraço apertado e mais lágrimas. Por fim, um encontro com Neymar no meio de campo. Os dois se ajoelham enquanto a torcida grita o campeão voltou. Em casa, David Luiz foi o último a deixar o gramado. Foi em direção ao local onde estava sua família, que saiu de Juiz de Fora para o jogo no Mineirão. 

Tags: brasileira, Copa, Mundo, seleções, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.