Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Ministro português elogia organização da Copa e cooperação entre polícias

Agência Brasil

O ministro da Administração Interna de Portugal, Miguel Macedo, elogiou nesta quarta-feira (25) a organização da Copa do Mundo do Brasil e a iniciativa da Polícia Federal (PF) de convidar todos os países envolvidos na competição para cooperar na área de segurança durante o evento. Desde o início da Copa, 119 estrangeiros foram impedidos de entrar no país. A lista de torcedores indesejados ultrapassa 2,8 mil.

“Em face dos desafios de segurança que hoje qualquer país no mundo tem, é absolutamente decisiva a capacidade de fazer cooperação com outras instituições policiais e queria dizer que esse centro é muito representativo disso”, disse o ministro português após visitar o Centro de Cooperação Policial Internacional, em Brasília, onde a seleção de seu país enfrenta a de Gana amanhã (26).

Macedo destacou a eficiência de todos os policiais do centro – tanto dos que atuam no trabalho interno quanto no externo, acompanhando as seleções nas cidades dos jogos. “[Isso] é absolutamente decisivo para que, até agora, do ponto de vista da segurança, tudo tenha corrido bem na Copa do Mundo aqui do Brasil, contra a expectativa de muitos, o que significa que as forças de segurança têm feito um excelente trabalho.”

O ministro disse que o modelo de inteligência policial adotado pelo Brasil para a Copa é semelhante ao dos principais torneios europeus. “Na Europa, funciona em permanência, por causa das competições europeias, um modelo parecido com este e tem dado bons resultados porque, hoje, nenhuma polícia do mundo consegue resolver por si só os problemas que se põem do ponto de vista da segurança. É preciso muito planejamento, informação e cooperação para que as coisas deem certo.”

Em relação à participação da seleção portuguesa nesta Copa, Macedo disse que “as coisas não tem ocorrido conforme as expectativas”, mas acredita que ainda seja possível passar para a próxima fase. “Não façam o funeral antes do tempo”, brincou o ministro, bem-humorado. Com uma derrota e um empate, Portugal precisa vencer a seleção de Gana, torcer para que a Alemanha derrote os Estados Unidos e ainda tirar a diferença de cinco gols de saldo na comparação com os norte-americanos.

Caso Portugal não passe para as oitavas de final, Macedo disse que continuará torcendo para que a Copa seja bem-sucedida até o fim. "É importante para o Brasil que mostre essa capacidade de organização como tem feito até agora."

Tags: copa do mundo, planejamento, polícia, polícia federal, segurança

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.