Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Colômbia vence Japão por 4 a 1 e encara Uruguai nas oitavas

Portal Terra

Vitoriosa, líder e com 100% de aproveitamento, a Colômbia encerrou a primeira fase da Copa do Mundo nesta terça-feira mantendo o nível das boas atuações no Grupo C. Em confronto realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), o time sul-americano segurou a pressão do Japão e teve eficiência ofensiva para vencer por 4 a 1 e se confirmar como adversário do Uruguai nas oitavas de final.

A Colômbia termina a primeira fase com 100% de aproveitamento após três jogos e três vitórias. Com nove pontos, já tem adversário definido para as oitavas de final da Copa do Mundo: o Uruguai, que mais cedo fez 1 a 0 na Itália e ficou com o segundo lugar do Grupo D. O duelo será realizado no sábado, às 17h (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O vencedor dessa oitava de final pode entrar no caminho do Brasil, já que vai pegar quem passar entre a Seleção Brasileira e o Chile – essa partida também será disputada no sábado, mas às 13h. Já os japoneses encerram a primeira fase na lanterna do Grupo C, com apenas um ponto conquistado.

Como precisava da vitória para avançar às oitavas de final, a seleção japonesa começou o jogo em ritmo alto, tentando pressionar a Colômbia. Apesar da boa criação de jogadas, o time sofreu com seu fraco poderio de finalização. Aos 8min, Okubo dominou dentro da área e fez boa jogada, mas acabou chutando em cima de Valdés e desperdiçou a primeira boa oportunidade da equipe asiática na Arena Pantanal.

Aos 13min, Uchida recebeu pela direita e arriscou de longe, mandando a bola perigosamente por cima do gol. No lance seguinte, foi Hasebe quem arriscou de longe, mas desta vez Ospina encaixou a defesa. Os colombianos, por sua vez, tentavam aproveitar o contra-ataque e se mantinham bem postados defensivamente. Aos 16min, em uma das investidas na frente, conseguiu abrir o placar.

O lance ocorreu com Ramos, que recebeu passe na esquerda e, ao invadir a área, foi derrubado por carrinho de Konno. O árbitro português Pedro Proença deu pênalti, que foi convertido por Cuadrado com chute forte no meio do gol. Os japoneses então retomaram a pressão. Aos 25min, Kagawa fintou Valdés e chutou rasteiro, mas Ospina defendeu. Aos 32min, Honda assustou em cobrança de falta da intermediária.

O Japão mostrou até ousadia aos 35min, com tentativa de bicicleta de Okubo após cruzamento de Uchida. Franco-atirador até então, a Colômbia levou muito perigo aos 41min, com avanço de Ramos pela direita e cruzamento rasteiro para chute de Martinez, que estava livre. Depois de muita insistência, o Japão empatou aos 46min. Honda cruzou na área e Okazaki, igualou o marcador na Arena Pantanal.

Eficiência colombiana e recorde de Mondragón

O gol fez os colombianos acordarem para o jogo após o intervalo e, com alguns minutos de esforço nos primeiros minutos do segundo tempo, conseguiram o gol. Aos 4min, Rodríguez fez boa jogada e chutou para o gol, mas a finalização foi desviada. Aos 7min, Rodríguez cruzou na área e Carbonero concluiu por cima. Aos 9min, Rodríguez mais uma vez foi certeiro: mandou a bola para Martínez, desmarcado dentro da área, chutar cruzado e desempatar o jogo.

O Japão não desistiu e voltou ao campo de ataque com afinco. Aos 18min, Honda quase surpreendeu Ospina em cobrança de falta de longe, mas o goleiro colombiano conseguiu fazer a defesa. No lance seguinte, desperdiçou uma chance incrível: Ochida fez jogada até a linha de fundo, pela direita, e cruzou rasteiro para o meio da área, onde Okubo apareceu em velocidade, mas a finalização saiu alta demais.

Com essa postura, a Colômbia teve espaço de sobra para contra atacar, mas em duas oportunidades viu as oportunidades escaparem por erros de passe ou falta de visão dos jogadores. Quando finalmente se acertaram em meio aos desesperados defensores japoneses, mataram o jogo. Aos 36min, Rodríguez arrancou pelo meio, puxou a marcação para a esquerda e tocou na direita, onde Jackson invadiu a área com liberdade, cortou a marcação e fez o terceiro gol.

A partida na Arena Pantanal ainda teve uma homenagem emocionante para a torcida da Colômbia. Com a partida praticamente definida, o técnico José Perkerman tirou o goleiro Ospina para colocar Faryd Mondragón em campo. A medida tornou o veterano goleiro, de 43 anos, um recordista: é o mais velho a disputar uma Copa do Mundo. Nos minutos finais, a vitória virou goleada com golaço de Rodríguez, que recebeu aos 43min pela esquerda, fintou a marcação  e encobriu o goleiro para encerrar o placar.

Tags: colombianos, Copa, Goleiro, Mundo, seleção

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.