Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Torcida se concentra em frente ao hotel da seleção brasileira em Brasília

Agência Brasil

A partida de hoje (23) entre Brasil e Camarões, em Brasília, já mexe com a rotina da cidade. Cerca de 120 pessoas estão em frente ao hotel onde está hospedada a seleção brasileira. A esperança é que algum jogador saia para retribuir o carinho da torcida. Ontem (22), o goleiro Júlio Cesar e o zagueiro David Luiz deram autógrafos e tiraram fotos com fãs, espremidos na cerca do hotel.

Na esperança de que isso volte a ocorrer, famílias inteiras gritam o nome de jogadores e pedem para que o técnico da seleção libere seus comandados para que eles possam encontrá-los. O clima no gramado em frente ao hotel é de típico feriado. Crianças jogando bola, jovens tirando fotos e ambulantes vendendo tira-gostos, camisas da seleção e assessórios para torcer no jogo logo mais.

Uma das famílias é a do consultor de vendas Anderson de Lima Souza. Eles vieram de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, para assistir à partida no Estádio Mané Garrincha, e aproveitaram para ir ao hotel onde está o time brasileiro, antes de dar início à festa. “Muito bom o clima aqui [em frente ao hotel]. As pessoas são muito animadas, o brasiliense é muito hospitaleiro, e a cidade é muito bonita”, disse Anderson, que aposta em uma vitória do Brasil. “Vai ser 3 a 0, com muita alegria”.

A comerciante Geni Belino, que mora no hotel vizinho, parou sua caminhada matinal para esperar que algum jogador aparecesse na área externa do hotel. “Ontem eu vim aqui. O Júlio Cesar saiu e foi muito gentil com todo mundo”. Ela também acredita na vitória do Brasil, mas prefere não arriscar o placar. “Tenho certeza que o Brasil ganha, mas não sei de quanto, porque essa Copa está esquisita, né?”.

A cerca de 100 metros de distância, no hotel ao lado, está hospedada a seleção de Camarões. O clima na entrada é bem mais calmo, quase como um dia normal. A família de Eunice Matos, moradora no Distrito Federal, resolveu parar em frente à portaria, todos devidamente vestidos com as cores do Brasil. “Viemos aqui dar uma secada neles, para ganharmos de uns 8 a 0. Mas daqui a pouco vamos para a frente do hotel onde está a seleção brasileira”.

Mas não são só brasileiros que foram ao local dar força à seleção. O camaronês Jules Tchatchou veio a Brasília assistir o jogo, e torce para que os “leões indomáveis” conquistem ao menos um ponto no torneio. “O Brasil tem um bom time, com bons jogadores, mas acho que Camarões têm chance de sair com um empate. Espero um bom jogo, para que possamos sair com honra desta Copa”.

Com duas derrotas e sem chances de classificação, a equipe de Camarões se despede hoje da Copa de 2014. Jules explicou que não só ele, mas todo o país, esperava mais do time de Eto'o e companhia. “Estamos desapontados, esperávamos mais. No amistoso contra a Alemanha, como preparação para a Copa, o time foi bem”, disse, referindo-se à partida no início do mês, quando os dois times empataram em 2 a 2, na Alemanha. “Mas o time teve problemas, entrou em greve, além de problemas de ordem política”, lembrou.

Depois da partida, a seleção de Camarões volta para casa, mas Jules não. Mesmo sem ter seu time para torcer, ele pretende continuar no Brasil por mais alguns dias. “Fico no Brasil até o dia 29, vou passar um tempo no Rio de Janeiro. O Brasil é um país maravilhoso, as pessoas são hospitaleiras, me sinto em casa aqui”.

Tags: Camisas, Copa, fotos, jovens, seleção

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.