Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Técnico de Camarões se enfurece com greve e promete "faxina"

Portal Terra

O treinador alemão Volker Finke afirmou que ficou furioso com o comportamento da seleção camaronesa antes da Copa do Mundo de 2014. Os jogadores, liderados possivelmente por Samuel Eto’o, fizeram um motim e ameaçaram não ir ao Brasil por discordarem da premiação oferecida pela Federação do país.

Em campo, Camarões não repetiu a mesma performance da preparação para o Mundial, quando chegou a empatar com a Alemanha, e foi eliminado após duas rodadas ao perder para México (1 a 0) e Croácia (4 a 0).

Questionado sobre a sua responsabilidade na campanha medíocre dos camaroneses, o técnico germânico chegou a “bufar” e balançar a cabeça. O comandante afirmou que irá conversar com a Federação Camaronesa para fazer uma “limpeza” no elenco após o Mundial.

“Tenho minha responsabilidade e muitos viram o comportamento que é inaceitável e isso ficou bastante claro para nós. Nós vamos tentar evitar esse tipo de comportamento no futuro, porém outros poderiam ser considerados responsáveis. Não vou fazer grandes sermões em termos de sanções, mas os jogadores que estavam envolvidos está claro entre nós. Haverá consequências para esses jogadores”, disse.

“Talvez não tenhamos feito uma boa partida contra o México, e às  vezes é fácil saber se me enganei. Eu não tenho mais 30 anos, mas sei como são as coisas. Dois três ou quatro jogadores que não atuaram do nível que esperávamos. Agora não é o bom momento para falar sobre isso. Mas é hora de tentar coisas novas”, desabafou.

Sem avançar a uma segunda fase de Mundial desde 1990, Camarões fecha a sua participação no Brasil diante da Seleção local, às 17h (de Brasília), no Estádio Nacional Mané Garrincha.

“Claro que ficamos decepcionados com os resultados. Depois de ter perdido a segunda partida, tivemos dias difíceis. Mas conseguimos mobilizar o grupo e vi que os jogadores querem terminar a campanha com uma boa partida”, disse.

Um dos jogadores que pode estar dando adeus a Camarões é Samuel Eto’o. O jogador de 33 anos está com uma lesão no joelho e pode entrar apenas na segunda etapa, porém o treinador descarta qualquer possibilidade de colocá-lo em campo apenas como homenagem.

“Não é o momento de falar em aposentadoria. O Eto’o chegou a esse Mundial com um problema no joelho e precisa de duas a três semanas para estar em forma. Acredito que ele jogue por mais três anos quatro anos e possa ainda jogar mais um Mundial”, comentou.

Tags: camarões, campanha, Copa, greve, treinador

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.