Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

Esportes - JB na Copa

RJ: torcedores circulam sem ingresso perto de local invadido

Portal Terra

A 50 metros da entrada do Maracanã por onde cerca de 200 chilenos invadiram o estádio na última quarta-feira, torcedores circulavam com papel onde se lia "I need tickets" (preciso de ingressos). Em volta desse torcedor, um grupo de homens gesticulava e discutia.

Policiais militares e guardas municipais estavam bem próximos da entrada onde o Terra fez a imagem e nada fizeram. Nas passarelas que conectam as estações do metrô Maracanã e São Cristóvão ao estádio, PMs foram orientados a cobrar que os torcedores mostrem seus ingressos para ter acesso ao entorno do estádio.

A Polícia Militar está conferindo os ingressos dos torcedores que estão próximos ao Maracanã porque alguns estão utilizando os ingressos de jogos antigos para ir ao estádio.

Na fila para passar pelos detectores de metal, torcedores reclamaram que informações desencontradas e as barreiras de checagem de ingresso faziam com que eles chegassem em cima da hora no portão de entrada no Maracanã, onde ainda tinham que enfrentar enormes filas.

Foi o caso do brasileiro Mateus André Pereira, que ao sair da estação Maracanã do metrô, abarrotada, foi orientado a dar a volta no prédio da Universidade Estadual do Rio (Uerj). "Levei 40 minutos só para andar da estação Maracanã até o  início da fila para o detector de metais. Pensei que seriam mais organizados", disse ele, afirmando que passou por três barreiras de checagem de ingresso até o portão de entrada B, que estava com uma fila de 200 metros a 20 minutos da partida.

A polícia do Rio prendeu pelo menos 22 cambistas vendendo ingressos para o jogo entre Bélgica e Rússia até o momento. Também foram registrados cerca de 20 casos de furto fora do perímetro do Maracanã, a maioria dentro das estações do metrô.

Tags: Copa, ingresso, maracanã, Rio, torcedores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.