Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Júlio César: "Ainda existem interrogações com meu trabalho"

Portal Terra

Mesmo após duas boas atuações com defesas importantes tanto na vitória sobre a Croácia, como no empate por 0 a 0 com o México, o goleiro Júlio César já poderia aproveitar a boa fase para rebater aos que criticavam a escolha por ele, mesmo atuando na Major League Soccer. Porém, o arqueiro de confiança do técnico Luiz Felipe Scolari prefere manter a humildade e dizer que o seu desempenho ainda tem motivos para gerar dúvidas nos críticos. 

"Para mim (este começo) foi importante devido a tudo aquilo que foi falado antes da Copa do Mundo. Não quero responder ninguém, existe muito ponto de interrogação com meu trabalho, tenho que acreditar e as coisas vão acontecer naturalmente, isso acaba fazendo com que algumas pessoas e críticos tirem essa impressão", disse o camisa 12.

"Para mim tem sido importante jogar. O ritmo de jogo faz falta. Esses desempenhos me trazem a confiança necessária que eu estava precisando. As pessoas que estavam tendo uma relação duvidosa começam a mudar a opinião. Mas não quero responder ninguém, quero comemorar com as pessoas que duvidavam de mim, quero curtir a Seleção Brasileira, não quero mais nada. Só quero que aquele trato que fiz comigo mesmo acabe com o final feliz". 

Julio Cesar se empenha no treinamento
Julio Cesar se empenha no treinamento

O jogador afirma que tem cada vez mais certeza que a decisão de ir atuar no futebol da MLS para  chegar bem a Copa do Mundo deu resultado. "Na minha primeira entrevista, deixei claro que me preparei muito para Copa do Mundo. Independentemente das críticas de ter ido jogar em uma liga um pouco mais fraca. Foi acreditar em mim, trabalhar, retribuir a confiança da comissão técnica e dos companheiros. Na primeira partida pude fazer uma defesa importante, agora contra o México a mesma coisa: uma defesa para poder segurar a partida que estava 0 a 0. Importante é que estou trabalhando bem meu foco e concentração, isso está me deixando muito bem psicologicamente, mentalmente".

Durante a entrevista que concedeu nesta quinta-feira, o jogador ainda falou a respeito da situação parecida que viveu o goleiro Ochoa na temporada. Reserva da seleção mexicana, o arqueiro mexicano só conquistou a titularidade após a chegada de Miguel Herrera ao comando do time. Porém, nem a posição na seleção o garantiu profissionalmente já que ficou sem emprego após deixar o francês Ajaccio. 

"Acho que isso vai muito do profissional com que você trabalha no clube, as vezes você não agrada a todo mundo. Eu tive problema com meu treinador, preferiu jogar com outro goleiro e foi uma preferência que tinha. Às vezes não acaba agradando os treinadores. Isso prova que se você tiver uma boa preparação e focado, isso interfere pouco. Ochoa é grande exemplo, se terminou 0 a 0 foi noticiado no mundo inteiro, foi pela participação que ele teve na partida".

Tags: brasil, Copa, Goleiro, Mundial, seleção

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.