Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Hulk tem "Dia D" para retomar a vaga de titular após dor na coxa

Portal Terra

O atacante Hulk terá um dia decisivo para retomar a posição que conquistou desde a Copa das Confederações de 2013. Fora do duelo contra o México, por ter alegado desconforto muscular por mais de uma vez na preparação para o jogo, o atleta precisa na cabeça de Luiz Felipe Scolari superar as desconfianças de que pode ser algo mais grave. 

Ele fez exames na segunda-feira que não constataram e chegou a dizer para Felipão, assim como o departamento médico, que estava apto para o jogo. Felipão, porém, preferiu apostar em Ramires principalmente por ver seu atacante de forte explosão física temeroso com que pudesse ter alguma contusão muscular e ficar fora da Copa do Mundo.

Hulk puxou forte treinamento na quinta-feira 
Hulk puxou forte treinamento na quinta-feira 

O jogador já viveu situação semelhante durante a temporada passada com uma lesão na parte posterior da coxa direita, pouco mais de um mês depois do título da Copa das Confederações, quando iniciava sua temporada pelo Zenit. Hulk foi até cortado dos amistosos contra Portugal e Austrália, realizados no mês de setembro do ano passado, pois a contusão não cicatrizou totalmente na ocasião.

Para tentar mexer mentalmente com seu atleta, Felipão chegou a dar um recado após o empate com os mexicanos. "A decisão de ele não jogar foi minha. Ele tinha condições de jogar. Fiz uma opção e optei pelo Ramires. Ele vai voltar (aos treinos) quando a gente retornar aos trabalhos. Se ele se sentir melhor, se aquela mínima dor que é normal passar, tem chances de voltar ao time titular. Os exames não demonstram nada (em relação à lesão)".

Nesta quinta-feira, o que se viu foi que Hulk entendeu o que disse o treinador. Participando de uma atividade junto com os demais atletas que não jogaram ou atuaram por menos de 45 minutos contra o México, o jogador paraibano foi quem puxou o forte treinamento físico feito por Paulo Paixão. Além de mostrar disposição, ele era um dos primeiros na corrida em volta do gramado e foi um dos últimos a deixar o gramado pesado, com temperaturas na casa dos 10º C, na Granja Comary. 

O esforço de quinta só valerá a pena se o desempenho de Hulk for bom nesta sexta-feira. O técnico Felipão contará novamente com os 23 jogadores na atividade e o camisa 7 terá a oportunidade de mostrar que o trauma deixado pelo pequena edema que teve na coxa nos últimos dias já faz parte do passado na sua cabeça. 

Tags: brasil, Copa, coxa, equipe, Hulk, lesão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.