Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Reservas de gol argentino admitem ajuda a titular contestado 

Portal Terra

Mais colegas do que concorrentes. Mariano Andújar e Agustín Orion, os goleiros reservas da seleção argentina, admitiram nesta quarta-feira que trabalham na Copa do Mundo para que o titular Sergio Romero tenha mais tranquilidade. Reserva no Monaco-FRA e com um desempenho modesto por clubes em toda a carreira, Romero é contestado em um país que simplesmente não tem um camisa 1 confiável. 

Em parte, essa postura é explicada pela relação que Andújar (hoje no Catania-ITA) e Orion (Boca Juniors) têm com o treinador. Eles foram os goleiros de Alejandro Sabella em sua passagem pelo Estudiantes-ARG e, para muita gente, ocupam lugares que deveriam ter outro dono: Willy Caballero (Málaga-ESP), possivelmente o goleiro argentino em melhor forma. 

"Estamos sempre tratando de corrigir com Romero situações pequenas em jogos e treinamentos. (...) Às vezes ele olha para o banco, nos busca, conversamos no intervalo", afirmou Orion. "Nós todos temos autocrítica, falamos entre nós porque o posto de goleiro é muito particular. Se nos potencializamos, na hora do jogo sairá da melhor maneira", explicou ainda o veterano do Boca. 

"Esse diálogo nos força a melhorar", complementou Andújar. "Dou minhas opiniões a ele quando acho que há algo mal, ele pode dar a mim, podemos nos corrigir, melhorar. Temos uma boa relação", afirmou o goleiro que normalmente é o reserva imediato de Romero. 

À Copa do Mundo, Sergio Romero chegou respaldado pela boa marca de cinco partidas consecutivas sem ser vazado. Diante da Bósnia, entretanto, acabou vazado por Ibisevic. É verdade que a finalização foi desviada, mas Romero permitiu que a bola passasse entre suas pernas e revelou novamente sua insegurança. 

Tags: 2014, argentinos, brasil, Copa, Mundo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.