Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Candidata a sensação, Bélgica dá susto, mas supera Argélia

Portal Terra

Depois de chegar ao Brasil como candidata a sensação, a Bélgica sofreu mais do que o esperado em sua primeira partida em Copa do Mundo desde 2002. No Mineirão, em Belo Horizonte, o time levou gol da Argélia em um primeiro tempo de pouca inspiração, mas contou com o declínio físico do adversário e a persistência de seus jogadores para conseguir a virada e vencer por 2 a 1.

Os belgas sofreram na primeira etapa, foram neutralizados pela retranca argelina e pouco conseguiram produzir. Ainda levaram gol de pênalti de Feghouli. No segundo tempo, no entanto, o técnico Vahid Halilhodzic mudou a formação e colocou Fellaini em campo. Ele fez o gol de empate, criou boas chances e jogou os belgas para o ataque. Por fim, Mertens, que também entrou no segundo tempo, marcou o gol da virada e da vitória.

A primeira rodada do Grupo H – e também da Copa do Mundo – se encerra mais tarde, às 19h (de Brasília), quando Rússia e Coréia do Sul se enfrentam na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Os times voltam a campo no domingo. OS belgas encaram os russos às 13h, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). Já os coreanos vão enfrentar os argelinos às 16h, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Em Belo Horizonte, a grande expectativa que cercava a seleção belga para a Copa do Mundo foi sendo demolida ao longo do primeiro tempo. O time europeu caiu na estratégia da Argélia, que mostrou defesa sólida e velocidade no ataque. Por isso, o primeiro tempo foi de poucas chances, muita posse de bola da Bélgica e apenas um gol: de pênalti, anotado pela seleção africana, para surpresa geral.

O lance ocorreu aos 22min, quando Feghouli recebeu cruzamento na área e, em velocidade, foi empurrado por Vertonghen. O atacante caiu no gramado, e o árbitro mexicano Marco Rodríguez deu a penalidade. Na cobrança, o próprio Feghouli mostrou muita frieza para bater rasteiro no canto direito, o oposto escolhido por Courtois para tentar a defesa. Até o intervalo, os belgas tiveram problemas para criar boas chances.

O pouco perigo criado pela seleção europeia surgiu em jogadas de finalização de fora da área. Aos 34min, por exemplo, Witsel recebeu na intermediária e bateu forte, mas M’Bolhi fez boa defesa. Aos 42min, o goleiro mais uma vez aparece bem, ao pegar chute de Chadli após passe de Hazard. No segundo tempo, o técnico Vahid Halilhodzic tirou Chadli e o apagado Lukaku e tentou jogar seu time para frente com Mertens e Origi.

Declínio africano e reação europeia

Os belgas melhoraram, ajudados pela recuada do time argeliano, que nada conseguiu criar. Aos 22min, Origi recebeu passe em profundidade, invadiu a área e tocou na saída de M’Bolhi, mas o goleiro fez grande defesa. Aos 25min, De Bruyne lançou pelo alto, da ponta esquerda, e Fellaini conseguiu desviar de cabeça para empatar a partida – a bola ainda tocou no travessão antes de estufar as redes.

A Argélia não demonstrou reação – pelo contrário, o declínio físico foi tão severo que o time se limitou a se defender, e assim não resistiu. Aos 34min, Hazard puxou contra-ataque pelo meio, arrastou a marcação para a esquerda e passou na direita, onde Mertens apareceu para invadir a área e bater alto, virando o placar. Pouco depois, Fellaini quase fez o terceiro, em boa cabeçada que gerou grande defesa de M’Bolhi.

Empurrada pela torcida belga presente no Mineirão, a Bélgica confirmou a vitória de forma tranquila: não foi ameaçada na defesa e se manteve constantemente no campo de ataque. Mesmo nos três minutos de acréscimos, a partida não registrou mais chances claras de gols criadas, confirmando a vitória da seleção europeia por 2 a 1.

Tags: bélgica, Copa, jogo, Mundial, partida

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.