Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Prefeito de Porto Alegre justifica queda de luz e dá nota 8 à Copa no RS 

Portal Terra

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, reuniu secretários municipais nesta segunda-feira para avaliar o desempenho dos serviços públicos durante a primeira partida da Copa do Mundo na cidade, realizada no domingo. O prefeito considerou o saldo positivo e deu nota 8 à atuação da prefeitura, citando a falta de iluminação pública no entorno do Beira-Rio como um dos pontos a serem melhorados nos próximos jogos.

Na saída do jogo entre França e Honduras, torcedores reclamaram da falta de luz nas avenidas Padre Cacique e Beira-Rio, nas proximidades do Estádio Beira-Rio. “Na madrugada de sábado para domingo, um veículo bateu em um poste e afetou a rede na região do Beira-Rio. Mas infelizmente a Smov (Secretaria Municipal de Obras e Viação)  não foi avisada da ocorrência. Os técnicos da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) que atenderam a ocorrência não se deram conta de que o acidente poderia ter impacto na rede elétrica, e acabou ocasionando essa falha na saída do jogo”, disse Fortunati.

Segundo o prefeito, um dos maiores acertos do município foi a realização do Caminho do Gol, que transformou a Avenida Borges de Medeiros em um grande corredor para a circulação de pedestres em direção ao estádio. “Esse foi o grande diferencial de Porto Alegre. Indiscutivelmente foi um golaço. Criou-se um espaço de recepção aos turistas que vão ao estádio, e também àqueles que não foram”, afirmou.

Fan Fest 

Apesar de o anfiteatro Pôr-do-Sol ainda não ter obtido o alvará definitivo do Corpo de Bombeiros, José Fortunati garantiu que as mais de 18 mil pessoas que se reuniram na Fan Fest de domingo não correram qualquer risco. “Houve a liberação dos Bombeiros. Ficaram pendentes apenas alguns pequenos detalhes, como a altura do corrimão, e algumas placas de sinalização. Nada que comprometesse a segurança. Eu tenho convicção de que teremos o alvará ainda hoje”, afirmou o prefeito.

Fortunati exaltou a capacidade de drenagem no anfiteatro, que suportaram o grande volume de chuva registrado em Porto Alegre nos dias anteriores à partida. “Choveu muito na sexta, no sábado de manhã de novo, e não houve nenhuma pocinha. Tivemos alguns problemas pela chuva de sexta, durante um forte temporal, que ocasionou um contratempo para a lona. Além disso, a estrutura foi atingida por um forte raio, mas não houve qualquer dano às instalações.”

Protestos 

Fortunati também comentou a possibilidade de novos protestos contra a Copa em Porto Alegre. Segundo o prefeito, porém, cada vez menos pessoas demonstram contrariedade ao evento. “Estou convencido de que hoje a população do Rio Grande do Sul entendeu o significado de uma Copa. Começamos a mudar o jogo. O número de pessoas contra a Copa diminuiu de maneira significativa. Esse espírito de hospitalidade tende a predominar a partir de agora”, previu.

Tags: . gaúchos, brasil, Copa, Mundo, problemas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.