Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Esportes - JB na Copa

Greve de ônibus é mantida em Natal apesar de partida da Copa

Agência Brasil

A greve dos rodoviários em Natal, no Rio Grande do Norte, está mantida para hoje (16), apesar de a cidade sediar nesta segunda-feira a partida da Copa do Mundo entre os Estados Unidos e Gana, às 19h, na Arena das Dunas. Uma audiência de conciliação está marcada para a próxima quarta-feira (18), em que os termos da paralisação poderão sem negociados.

Devido à paralisação, a prefeitura autorizou a circulação de veículos de transporte alternativo – como microônibus – e orienta que a população também use táxis. Segundo determinação do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), 70% da frota de ônibus têm de estar nas ruas nos horários de pico (entre 5h e 9h e 16h e 20h), sob pena de multa de R$ 100 mil por dia ao sindicato dos trabalhadores. Nos outros horários, a frota tem de ser mantida em 50%.

Na última tentativa de conciliação, na semana passada, os Sindicatos dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários,  das Empresas de Transporte Intermunicipal de Passageiros do Rio Grande do Norte e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município de Natal (Seturn) não chegaram a um acordo sobre o fim da greve.

A proposta era para que fosse suspensa a greve de ônibus até o dia 14 de julho, quando termina a Copa, mediante concessão de abono aos trabalhadores, no valor de 5,82% sobre os salários de abril de 2014, que seriam pagos até 20 de junho à categoria.

Os rodoviários, em contrapartida, pedem um reajuste de salário em 16% e a elevação do valor do vale-alimentação do motorista de ônibus de R$ 197,35 para R$ 450,00. A direção do Seturn argumenta que não tem condições de conceder esses reajustes, tendo em vista que o valor da tarifa de ônibus em Natal não sofre reajuste há 42 meses.

A prefeitura de Natal informou que está fiscalizando o cumprimento da determinação judicial e que não vai ceder aos pedidos dos sindicatos das empresas de transporte rodoviário, que pedem o aumento do valor das passagens ou isenção fiscal.

A expectativa é a de que o percentual fixado pela Justiça e o transporte alternativo na cidade dê conta da demanda no dia de jogo da Copa do Mundo. O TRT-RN também determinou, na última avaliação do dissídio, que não sejam realizados atos que “extrapolem o direito de greve” - como fechamento de ruas e avenidas, depredação de ônibus e garagens, fechamento dos acessos às garagens das empresas, impedimento do trabalho dos empregados que não aderirem ao movimento, entre outras que inviabilizem a manutenção do serviço público de transporte.

Hoje, ainda foi decretado estado de calamidade pública em Natal devido às fortes chuvas que atingiram a cidade entre a última quinta-feira (12) e ontem (15). O decreto foi publicado na edição de hoje (16) do Diário Oficial do Município. Segundo a Federação Internacional de Futebol (Fifa) e a Secretaria Extraordinária para Assuntos Relativos à Copa do Mundo 2014 no Rio Grande do Norte, a partida está mantida. Para hoje, a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia é de tempo nublado com chuva esparsa durante o dia e à noite.

As fortes chuvas provocaram o deslizamento de uma encosta que, de acordo com o decreto, comprometeu até 40 residências, das quais 20 ficaram destruídas. O decretou autoriza o Poder Público a entrar nas casas para prestar socorro ou determinar a pronta evacuação e “o início de processos de desapropriação, por utilidade pública, de propriedades particulares comprovadamente localizadas em áreas de risco intensificado de desastre”. Cerca de 50 famílias foram levadas para abrigos públicos.

Tags: brasil, Copa, Natal, paralisação, protesto, transporte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.