Jornal do Brasil

Sábado, 22 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Com gols relâmpago e no fim, EUA vencem e se vingam de Gana

Portal Terra

Em partida emocionante disputada na Arena das Dunas, em Natal, na noite desta segunda-feira, a seleção dos Estados Unidos conseguiu um importantíssimo resultado em sua estreia na Copa do Mundo. A equipe fez gol-relâmpago, sofreu o empate, mas “achou” mais um tento para fazer 2 a 1 nos esforçado time de Gana, em confronto válido pelo Grupo G que serviu como vingança.

Os americanos fizeram o 5º gol mais rápido da história das Copas: precisaram de 28 segundos para estufar as redes. O resto do jogo foi dedicado a segurar a pressão adversária e encontrar uma forma de “matar” o jogo. Por fim, funcionou. André Ayew conseguiu o empate aos 36min do segundo tempo. Mas Brooks, em escanteio arranjado em um dos poucos avanços ao ataque na etapa final, decretou a vitória dos Estados Unidos.

A partida serviu como vingança porque Gana eliminou os Estados Unidos nas duas últimas Copas do Mundo. Em 2006, na Alemanha, os africanos venceram por 2 a 1 nas oitavas de final, depois de os americanos fazerem grande campanha e liderarem o grupo da Inglaterra na primeira fase. A frustração em 2010, na África do Sul, foi maior porque a derrota para Gana pelo mesmo placar causou a eliminação ainda na primeira fase.

O Grupo G teve início mais cedo, com a goleada por 4 a 0 da Alemanha sobre Portugal, em partida disputada na Arena Fonte Nova, em Salvador. Os alemães voltam a campo para a segunda rodada da Copado Mundo no sábado, contra os ganeses, às 16h (de Brasília), no Castelão, em Fortaleza (CE). No domingo, às 19h, os americanos enfrentam os portugueses na Arena Amazônia, em Manaus (AM).

A partida na Arena das Dunas começou emocionante: foram necessários apenas 28 segundos para o placar sair do zero. Dempsey recebeu passe após triangulação rápida na primeira investida dos Estados Unidos, limpou a marcação e bateu no canto esquerdo de Kwarasey para fazer o primeiro gol. O feito deixou o time africano perdido, e os americanos só não fizeram mais um aos 16min porque Altidore, ao receber na área, chutou em cima de Mensah aos 16h.

Então, o time comandado pelo alemão Jurgen Klismann perdeu Altidore por lesão muscular, enquanto os ganeses começaram a entrar no jogo. Aos 26min, Atsu assustou em finalização da entrada da área. Aos 30min, Gyan arriscou da intermediária e obrigou Howard a fazer grande defesa. Já aos 48min, John Ayew recebeu grande passe dentro da área, mas pegou mal ao finalizar de primeira e desperdiçou mais uma chance.

Pressão ganesa e salvação americana

No segundo tempo, os ganeses aumentaram ainda mais a pressão. Muntari mandou a bola rente ao poste direito em chute aos 7min. Pouco depois, cruzou para cabeçada perigosa de Gyan – a bola foi por cima do gol. Aos 10min, o atacante tentou de cabeça mais uma vez, mas desta vez viu Howard fazer grande defesa. Então, aos 12min, Kevin Prince Boateng, o mais conhecido ganês, entrou em campo na vaga de Ayew para ajudar.

Os ganeses continuaram em cima. Aos 19min, Boateng foi lançado na direita e tocou para o meio da área, onde Gyan bateu forte, mas a bola desviou em Brooks e passou perto do gol. Os americanos, que pouco conseguiram criar na frente, se fecharam atrás para tentar segurar a vitória, ajudados pelos muitos erros de passe e finalização. Isso durou até os 36min, quando a equipe africana finalmente teve sucesso.

O gol de empate foi semelhante ao dos americanos. Gyan recebeu passe na área e deu passe curto para a entrada em velocidade de André Ayew, que bateu na saída de Howard para incendiar ainda mais a partida. A decepção apareceu aos 41min. Um escanteio que foi cedido por besteira originou o segundo gol dos Estados Unidos. No único lance de perigo no segundo tempo, Zusi levantou na área e achou Brooks sozinho para cabecear com estilo e vencer o goleiro Kwarasey.

Tags: Copa, EUA, Mundo, seleções, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.