Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Fuleco e personalidades somem das imagens dos jogos da Fifa

Blatter só vai a dois jogos deste domingo, enquanto em 2010 conferiu todas as partidas

Portal Terra

Se na Copa de 2010 Joseph Blatter foi a praticamente todos os jogos e apareceu para todo mundo, no Brasil, entre os quatro jogos, o todo poderoso presidente da Fifa vai neste domingo ao seu segundo jogo apenas. Está em Brasília para ver sua Suíça contra Equador. “Não o viram mais porque ele só foi ao jogo de estreia”, disse a chefe de imprensa da entidade, Delia Fisher. 

O que em outras Copas era um desfile televisivo de políticos e personalidades, como Blatter, Valcke, Angela Merkel e Jacob Zuma, se transformou em rápidas cenas de Blatter e Dilma Rousseff no jogo de abertura em São Paulo coreado por vaias e palavrões. “Estamos mais focados no jogo do que na plateia. Mas algumas imagens podem ser rápidas, outras mas demoradas”, desconversa Niclas Ericson, diretor de TV da Fifa. Mas o certo é que a Copa do Mundo no Brasil fez a Fifa mudar alguns conceitos. E para evitar vaias e protestos maiores dentro do estádios, a tática foi a de evitar mostrar coisas além de jogos. 

Até mesmo Fuleco, a mascote do mundial, está sendo vítima da nova tática da TV da Fifa. Estaria resfriado o Tatu-Bola, que andou dando pouco as caras, principalmente para quem vê o jogo pela TV? Délia Fisher garante que Fuleco está em todos os estádios. “Aparece sempre antes do aquecimento. Tem quer ver bem a TV”, respondeu. Mas a verdade é que Zakumi, a onça sul-africana e Goleo, o leão da Copa da Alemanha apareciam bem mais e ficaram bem mais famosos que a mascote brasileira.

Com 34 câmeras espalhadas em cada um dos 12 estádios da Copa, a Fifa parece se preocupar mais em mostrar bem o jogo e tentar superar os 3,2 bilhões de espectadores conquistado há quatro anos da África. “Se continuarmos tendo tantos jogos com gols como foi até agora, vamos conseguir ter boa audiência”, garante Ericson, se esquivando de falar em números.

Os números de internet também parecem empolgar o pessoa da Fifa. Com tantos e tantos jogos de qualidade até agora (28 gols em oito jogos) já foram mas de 2 bilhões de downloads de gols desde o dia 12 de junho. “Mas a TV ainda é nosso carro chefe”, afirma Ericson, revelando que são mais de 700 veículos entre TVs e rádios, com direitos de transmissão da Copa. 

Tags: copa do mundo, Fifa, Joseph Blatter, presença, transmissão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.